16 de abril de 2021
Campo Grande 32º 20º

Homicídio

Polícia do Paraná investiga morte de campo-grandense

A Polícia Civil de Maringá (PR) está investigando a morte da campo-grandense Rosimeire Oliveira de Souza, 31 anos, ocorrida na madrugada desta quinta-feira (21). De acordo com informações do site de Maringá o diario.com, Rosimeire sofreu estupro seguido de morte, após três homens terem invadido a residência onde ela estava com familiares na região metropolitana de Maringá.

Segundo informações, os três homens entraram na residência por uma das janelas da cozinha. Uma das primeiras pessoas a ser abordada foi a mãe de Rosimeire, identificada como Bernadete.Conforme informações, Rosimeire teria tentado defender uma sobrinha de 12 anos que estava sendo violentada pelos bandidos. 

De acordo com informações, a  mãe da vítima dormia com uma criança em um dos quartos. Rosimeire Oliveira de Souza, que estava visitando familiares no Paraná foi acordada com agressões. Um dos bandidos  teria obrigado Rosimeire e a sobrinha a tirar as roupas. A polícia suspeita que Rosimeire teria sido morta por tentar defender a sobrinha e impedir o estupro. A tia foi violentada e morta pelos bandidos. De acordo com a polícia, o corpo da campo-grandense apresentava várias lesões no crânio.

A sobrinha de 12 anos foi encaminhada para um hospital da cidade. Conforme informações, os assaltantes  fugiram levando dinheiro e objetos da residência. Em relato à polícia, familiares de Rosimeire informaram que os assaltantes se identificaram com os nomes de Pablo, Douglas e Jeferson. Conforme  familiares das vítimas, um dos homens usava piercing na sobrancelha e outro deixou uma camiseta na cena do crime.A polícia paranaense está à procura dos suspeitos.