19 de maio de 2024
Campo Grande 17ºC

CAMPO GRANDE (MS)

Polícia prende "Professor" que cultivava cogumelos para 'seita'

Rapaz ensinava 400 alunos pela internet

A- A+

Um rapaz de 24 anos que atuava como "professor de cultivo de cogumelos" foi preso nesta 4ª.feira (8.fev.23) em Campo Grande (MS).

Segundo a Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico (Denar), o rapaz tinha 400 alunos, para os quais ele transmitia o conhecimento de maneira on-line, de como obter êxito no plantio de cogumelos alucinógenos

A polícia diz que além do ‘professor’, um jovem de 19 anos também foi preso no laboratório de onde as aulas eram transmitidas, num terreno amplo no Bairro Tiradentes.  O rapaz mais jovem era aprendiz auxiliar de produção da planta alucinógena. No laboratório foram apreendidos quase 2 kg de cogumelos e petrechos usados para o cultivo. 

Em coletiva à imprensa na tarde desta 4ª.feira (8.fev), o delegado titular da Denar, Hoffman D'avila, explicou que a atividade era altamente lucrativa para os suspeitos. Além de dar aulas, o jovem também exportava sua produção para todo o  Brasil. "Ele comercializava o produto in natura e em cápsulas pela internet e entregava pelo Correios para todo o Brasil", apontou.

Em 2021 esse mesmo “professor” foi preso pela Denar, mas os investigadores, na época, não acharam cogumelos no local, portanto o jovem teve de ser liberado por falta de materialidade. Dessa vez, porém, a perícia constatou que o rapaz estava cultivando a planta alucinógena. 

O "professor" alegou à polícia que é ligado a uma seita e que apenas comercializava para fins medicinais, em cultos ritualísticos. "Independente se fosse para fins medicinais, é uma prática proibida no Brasil", ressaltou o delegado Bruno Santacatharina.

Os dois vão responder por tráfico de drogas e associação criminosa. 

*Com informações do Campo Grande News