25 de maio de 2024
Campo Grande 14ºC

CAMPO GRANDE

Sem dinheiro para pagar, advogado ameaça garotas de programa com pistola

Noite de sexo aconteceu num escritório de advocacia na Rua José Antônio

A- A+

Um advogado, de 39 anos, é acusado de ameaçar com uma pistola duas garotas de programa na madrugada de 7 de setembro, após elas cobrarem por 3h de serviço prestado a ele em um escritório de advocacia na Rua José Antônio, Bairro Monte Castelo, em Campo Grande (MS). 

Segundo o boletim de ocorrência, o homem contratou as garotas, de 19 e 32 anos, por meio de um site adulto.

Elas chegaram ao escritório, onde o indivíduo trabalha, às 2h30 e permaneceram até às 5h fazendo o atendimento sexual. 

Ao cobrarem o valor do programa e do Uber, segundo as garotas, o autor começou a se alterar, pois dizia ter feito um pix na conta de uma delas, de R$ 80,00 e um pix de R$ 760,00 na conta da outra, no entanto, os valores não caíram.

O suspeito, então, afirmou que pagaria para ficarem mais 1h. Com o passar do tempo, vencendo a hora, foi cobrado e afirmou que iria retirar dinheiro no caixa eletrônico. Saiu e retornou sem dinheiro. Tentaram passar o cartão, mas a senha deu inválida.

A partir daí, as mulheres perceberam que o suspeito agia de má fé.

Uma das mulheres insistiu que precisavam receber pelo serviço, então, o advogado  o sacou uma pistola da gaveta e fez ameaças. As duas mulheres correram pela rua lateral ao escritório, sendo que foram seguidas pelo autor que correu até a esquina e  retornou ao escritório.

A polícia disse que já identificou o suspeito e que, por meio de imagens, uma das meninas reconheceram o indivíduo. 

O caso foi registrado como ameaça e portel ilegal de arma de fogo de uso permitido e será investigado pela Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário do Centro (Depac).