17 de setembro de 2021
Campo Grande 35º 22º

LADÁRIO

Empresário é preso em MS suspeito de sonegar R$1 bilhão em impostos em 39 cidades

Haviam contra o suspeito: 35 mandados de prisão temporária, 124 de busca e apreensão e 61 de sequestro de bens em 5 estados

A- A+

Um empresário paranaense de 60 anos, que atua no ramo de plantações de café foi preso pelo Setor de Investigação Geral da Delegacia de Ladário (MS), suspeito de praticar crime de sonegação de impostos e organização criminosa. A prisão ocorreu ontem (16.mar).

O homem teria sonegado R$1 bilhão em impostos, tendo contra ele expedidos 35 mandados de prisão temporária, 124 de busca e apreensão e 61 de sequestro de bens em 39 cidades dos estados do Paraná, Minas Gerais, São Paulo, Espírito Santo e Mato Grosso do Sul.

Devido a profissão desempenhada pelo suspeito, a polícia deflagrou a chamada operação "expresso" da Polícia Civil do Paraná.  

A prisão foi efetuada em uma fazenda na região da APA Baía Negra, após uma aeronave remotamente pilotada (drone) da Polícia Civil mapear a área e monitorar o local.

O preso será encaminhado ao Presídio de Corumbá, onde ficará à disposição da justiça.

Segundo os policiais, o drone sobrevoou o espaço aéreo mediante solicitação e autorização via SARPAS, órgão controlado pelo Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA), mediante aprovação, em consonância com a legislação vigente.

A Polícia Civil ressaltou que já está implementado o sistema de disque-denúncia da Delegacia de Ladário.

A população poderá denunciar via aplicativo WhatsApp qualquer prática delituosa pelo número 67 9-9668-1679. O sigilo da identidade e número telefônico serão mantidos.