01 de julho de 2022
Campo Grande 30º 19º

NOVELA PANTANAL

Entenda por que Maria Bruaca é a melhor personagem de Pantanal

Maria Bruaca reúne todos os aspectos que uma boa personagem precisa ter para encantar o público

A- A+

A novela “Pantanal”, exibida pela Rede Globo, é repleta de personagens que cativam o público. Mas não tem como negar, quem rouba mesmo a cena na trama é Maria Bruaca, interpretada brilhantemente por Isabel Teixeira.


A moça passou a vida inteira sofrendo nas mãos de Tenório (Murilo Benício), um marido machista e controlador. Bruaca sempre se contentou em ser dona de casa e quase uma empregada do próprio marido.

Mas tudo muda de figura quando ela descobre que Tenório mantém outra família. Nesse momento, Maria Bruaca se transforma em outra pessoa. Ela se recusa a servir sempre o marido e até mesmo se permite dar umas puladas de cerca.


Maria Bruaca reúne todos os aspectos que uma boa personagem precisa ter para encantar o público. E, diga-se de passagem, Isabel Teixeira tem grandes méritos nisso, já que está dando um show de atuação.

Humor

Uma das diversas facetas de Maria Bruaca é o humor, principalmente depois que a personagem descobriu a traição do marido.


A mulher não perde a oportunidade de dar tiradas hilárias e se oferecer para os peões, o que sempre faz o público cair na risada.
 

Emoção

Na mesma proporção que Maria Bruaca arranca risadas, Maria Bruaca também já fez os telespectadores chorarem. No começo, a personagem ainda se sentia bastante culpada de trair o marido.


Além disso, Maria sempre foi apaixonada de verdade por Tenório e não entende como ele pôde enganá-la por tanto tempo.
 

Ousadia

Após descobrir traição de Tenório, Maria Bruaca resolveu dar o troco e começou a se oferecer para Levi (Leandro Lima) e Alcides (Juliano Cazarré).


As cenas são sempre bem calientes para a alegria do público.
 

Luta contra o machismo

Provavelmente, Maria Bruaca, que vive uma vida simples na fazenda, nunca ouviu falar de feminismo. Mas mesmo assim, a personagem segue muitos ideais feministas.
 

Maria entendeu que pode se libertar e que merece ser feliz e receber um carinho que Tenório nunca lhe deu.