25 de junho de 2021
Campo Grande 30º 19º

Fãs esperam Xuxa por até 14 horas e gastam R$ 500 em decoração

A- A+

Horas sob o sol, falta ao trabalho e até uma criança recém-saída do hospital. Não faltaram esforços para os fãs de Xuxa Meneghel que acamparam durante toda quinta-feira (5) na porta da Record, no bairro da Barra Funda, em São Paulo, à espera da apresentadora.

Enquanto cerca de 80 fãs pré-selecionados pela produção tiveram o privilégio de assistir à chegada da ex-global dentro do estúdio -- acomodados em cadeiras, no ar-condicionado -- do lado de fora da TV uma multidão gritava e aguardava pela saída da rainha dos baixinhos, o que só aconteceu por volta das 20 horas.

?O técnico de raio-X Michel Patrick chegou à porta da Record por volta das cinco da manhã e seguiu o carro de Xuxa no momento de sua saída, até onde conseguiu. Após 14 horas de espera e um dia perdido de serviço, ele contou a emoção de ter ficado perto da apresentadora por alguns segundos.

"Falei para ela que estou do lado dela sempre, vim para mostrar isso. Segurei a mão e ela pediu para torcermos por ela, e estou aqui para isso". Já sobre a 'escapadinha' do trabalho, Michel amenizou: "Todo mundo sabe que eu gosto muito dela. Acho que serei perdoado desta vez."

O fisioterapeuta Ivo Conestabile Jr., 32 anos, deixou a mãe em Águas de Lindoia, no interior de São Paulo, onde estava de férias com a família, viajou por três horas de carro para encontrar Xuxa na Record e não poupou dinheiro para  agradar a musa. "Gastei R$ 500 só para comprar balões porque ela merece. É um momento especial, de mudança, e hoje também faz 20 anos desde a primeira vez que a encontrei em Tatuí [interior de São Paulo]", declarou o jovem.

Além do desejo de tirar uma foto com Xuxa, Ivo tinha como objetivo entregar um roteiro com dicas para o novo programa. "Escrevi algumas ideias e quero dar para ela, não mostrei para ninguém. Tem coisas da minha vida que só ela sabe. Conto tudo por cartas", disse.

Sobre a mudança de Xuxa para a emissora de Edir Macedo, Ivo torce por uma apresentadora "mais solta". "Não era telespectador da Record, agora serei. Mas quero que ela faça algo diferente, que não exista na TV brasileira, que saia do estúdio, vá para rua e que realize seus sonhos", declarou.

O auxiliar de lavanderia Reginaldo Aparecido da Silva passou o amor que tem por Xuxa para a filha Shiyra, que acompanhou o pai mesmo com a garganta inflamada.

"Saímos do hospital e viemos direto para cá. Sou muito fã e ela aprendeu a gostar também. Canta e dança todas as músicas", contou ele.

"A gente queria tirar uma foto, mas não conseguimos. Tiramos com a cover que estava aqui", disse um pouco frustrado após esperar quatro horas e meia pela saída do carro da apresentadora.

Já o atendente de cobrança Kevin Rocha deu um pouco mais de sorte e conseguiu uma foto com a loura -- ainda que separados por um portão. "Ela é meu sol, minha vida. Sempre vale a pena estar atrás dela. Ela tirou três fotos comigo hoje, não me arrependo de nada que fiz e faço por ela".

Durante a entrevista para anunciar seu contrato com a Record, Xuxa afirmou que de sua relação de quase 30 anos com a Globo ficaram boas lembranças. Mas, ao falar sobre o projeto em andamento na nova casa, a apresentadora deu uma cutucada em sua antiga emissora, dizendo que agora pretende fazer o que bem entender.

"Meu sonho é fazer o que eu quero, antes eu não podia. Eu não podia cantar lá, tinha que pedir permissão, mesmo no Dia das Crianças. Elese falavam que o foco tinha que ser a família e não a criança. Porque já tenho voz infantil. Não podia fazer assistencialismo, porque, como vocês sabem, lá tem um projeto para isso, o 'Criança Esperança'", afirmou a apresentadora.