24 de setembro de 2021
Campo Grande 36º 21º

CORONAVÍRUS

Em menos de 3 meses, Brasil perde 100 mil vidas e chega a 300 mil óbitos por Covid-19

Marca atingida hoje (24.mar) não inclui os óbitos ocorridos no Ceará

A- A+

Nesta quarta-feira (24.mar) o Brasil atingiu a marca de 300 mil óbitos, após mais de 3 mil óbitos serem registrados nas últimas 24h. Foram perdidas 100 vidas brasileiras no periodo de pouco mais de 2 meses, desde quando o país atingiu 200 mil mortes provocadas pela Covid-19 em 7 de janeiro de 2021.   

Com 2.009 mil mortes nas últimas 24 horas, o total de vidas perdidas para a covid-19 totalizou 300.685. O número não inclui os óbitos ocorridos no Ceará, que alegou problemas técnicos para não enviar a atualização. Ontem (23), o número estava em 298.676.

Situação epidemiológica da covid-19 no Brasil. (24/03/2021)

Boletim covid-19 24 mar 2021, por Divulgação/Ministério da Saúde  

Ainda há 3.446 mortes em investigação por equipes de saúde. Isso porque há casos em que o diagnóstico sobre a causa só sai após o óbito do paciente.

O total de novos casos registrados nas últimas 24 horas foi de 89.992. Com isso, a soma de pessoas atingidas pela doença desde o início da pandemia alcançou 12.220.011. Até ontem, o total de pessoas infectadas estava em 12.130.019.

As informações foram divulgadas pelo Ministério da Saúde em seu balanço diário, publicado na noite desta quarta-feira (24). A atualização é elaborada a partir das informações levantadas pelas autoridades estaduais e locais de saúde sobre casos e mortes provocados pela covid-19.

O número de pessoas recuperadas chegou a 10.689.646, e o de pacientes com casos ativos, em acompanhamento por equipes de saúde, ficou em 1.229.680.

Os dados em geral são mais baixos aos domingos e segundas-feiras pela menor quantidade de trabalhadores para fazer os novos registros de casos e mortes. Já às terças-feiras, a tendência é serem maiores, já que nesse dia o balanço recebe o acúmulo das informações não processadas no fim de semana.

ESTADOS

O ranking de estados com mais mortes pela covid-19 é liderado por São Paulo, com 68.904 registros. Em seguida, aparecem Rio de Janeiro (35.373), Minas Gerais (22.497), Rio Grande do Sul (17.748) e Paraná (14.454).

Já as unidades da federação com menos óbitos são Acre (1.210), Amapá (1.253), Roraima (1.301), Tocantins (1.860) e Sergipe (3.347).

MATO GROSSO DO SUL 

Nas últimas 24 horas o Mato Grosso do Sul registrou 1.616 novos casos para Covid -19 e mais 20 mortes. Estamos agora a marca de 205,712 casos confirmados e 3.915 óbitos causados pela doença. A faixa etária das pessoas que perderam a luta contra o vírus é maior entre os que têm entre 30 e 39 anos (23,7%), seguida pela faixa de 20 a 29 anos (19,7%).

Apesar dos decretos e medidas tomadas pelo Governo do Estado e municípios, a taxa de contágio continua crescendo e já está em 1.4%. Nas palavras do secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende “infelizmente a população não está atendendo aos nossos apelos”. Segundo ele, o negacionismo da doença continua presente em boa parte das pessoas.

Os cinco municípios que registraram a maior alta de novos casos são: Campo Grande com mais 419 (total de 82.4889); Três Lagoas + 186; Dourados +165; Naviraí +66 e Sidrolândia +54. A média móvel dos novos casos subiu para 1.167,3 nos últimos 7 dias.