08 de dezembro de 2021
Campo Grande 32º 22º

LITERATURA | CRISE

Pandemia, sua "dor, sofrimento e esperança", são motor em 6º livro de psiquiatra

Marcos Estevão lança poemas atemporais em "Távola de Palavras e Silêncios"

A- A+

“Távola de Palavras e Silêncios” aborda em seus poemas o momento singular na história da humanidade, que é a pandemia, seus reflexos na saúde do corpo, mas também os desdobramentos que o medo e o isolamento geram em cada pessoa. Obra do psiquiatra Marcos Estevão dos Santos Moura, o livro será lançado hoje (21.out.2021), à partir das 18h, na Livraria Lê. 

Na literatura, abrigo para se desligar da rotina do consultório no período mais grave da pandemia, seus textos tomaram forma de seu sexto livro. Diferente dos demais, inspirado pelo exemplo da medicina que está sempre mudando, o autor pesquisou, se atualizou e chegou à uma poesia mais moderna. 

“Percebo que comecei a ler mais os autores modernos, a ver a beleza na arte moderna, e aqui eu tive a oportunidade de conviver com muitos amigos desse viés, pessoas da União
Brasileira de Escritores, da Academia Sul-Mato-Grossense de Letras (ASL), além de outros poetas da nossa língua e de línguas estrangeiras”, comentou o autor. 

Ao MS Notícias, ele declara que já tinha começado na poesia mais moderna após seu último livro de poemas, "Pedaços de Mim". "A pandemia , no entanto, trouxe dor e sofrimento, mas não deixou de trazer esperança. Acho que isso tudo foi a força motriz de minha obra atual".

Dos contemporâneos, já o prefácio do livro é do autor e membro da ASL Rubenio Marcelo, e a contracapa do imortal Carlos Nejar. 

"Com sugestivo título e conteúdo diversificado, o novo livro do poeta Marcos Estevão traz poemas reflexivos e tocantes: textos dosados de metáforas e imagens poéticas que fecundam a sensibilidade dos leitores", comenta Rubenio. 

Membro da Academia Sul-Mato-Grossense de Letras, ele ressalta que a obra principalmente valoriza a essência do ser humano. "O próprio título (belíssimo, por sinal) já enfatiza aspectos da metalinguagem do livro. E também faz menção aos misteres do poeta e do médico psiquiatra". 

SOBRE O AUTOR

O autor é médico graduado pela Universidade Federal do Pará, com título de especialista em psiquiatria pela Associação Brasileira de Psiquiatria e Associação Médica Brasileira. É também psiquiatra forense com Mestrado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, especialista na recuperação de viciados em drogas e vice-presidente do Conselho Estadual de Políticas Públicas Sobre Drogas de Mato Grosso do Sul (CEAD/MS). Reside em Campo Grande desde 1993 e é membro da União Brasileira de Escritores (UBE/MS).

"Entre o verbo e o silêncio, entre a palavra e a ‘além-palavra’, Marcos perscruta - neste seu novo livro - a plenitude do seu Ser, seu integral pertencimento, desvelando-se em sua essência. Pois para prescrever no seu especializado ofício de médico psiquiatra, necessita escutar palavras; e para escrever – como poeta vocacionado que é – ele precisa auscultar o silêncio, vez que a poesia vem de inquietas incursões da quietude em vibrantes brados da alma", completa o poeta e ensaísta Rubenio.

Sobre o título do livro, o médico explica que se refere à dualidade da poesia. “A poesia em si ela já é essa dualidade, o que o poeta compreende do que ele faz não é
necessariamente o que o leitor compreende quando lê, a poesia moderna, mais metafórica, deixa esses silêncios entre as linhas que precisam ser completados pelo leitor. Os hiatos, os silêncios, serão a complementação do leitor às palavras”, define Marcos.

Por último, em análise de Rubênio Marcelo, "Távola de Palavras e Silêncios, de Marcos Estevão dos Santos Moura, é um livro que, sob a égide da fidedigna linguagem em versos, transmite emoções distintas, harmonia espiritual, leveza, percepções existenciais e deleite. Do mesmo modo que a nossa coexistência humana é entendida pelo sentido ressonante do silêncio e os ditames da palavra, igualmente, assim é a expressão da arte literária. Vale a pena conferir!"

“Távola de Palavras e Silêncios”, publicado pela Life Editora, é lançado hoje (21.out.2021), na Rua Antônio Maria Coelho, 3.862, em um evento que segue todos os protocolos de segurança e uso de máscara é obrigatório.