PAVIMENTAÇÃO ASFÁLTICA

MS Notícias - Sua Refência em Jornalismo no MS

ENTREGAS OUTUBRO PMCG SLOGAN
quinta, 17 de outubro de 2019

Energia

Concessionária de energia corta ligações irregulares em área da Homex invadida por 1.200 famílias

Moradores regulares dos condomínios reclamam de altos valores das contas de energia. Eles passarão a receber energia elétrica direto de um transformador.

Por: Por Maureen Matiello, TV Morena11/07/2019 às 16:47
ComentarCompartilhar
Foto: Concessionária de energia da capital corta ligações irregulares de área da Homex invadida por 1.200 famílias — Foto: Maureen Matiello/TV Morena

Funcionários da concessionária de energia de MS estiveram na região do bairro Paulo Coelho Machado, na capital, para cortar ligações irregulares, os chamados "gatos" de uma área invadida. De acordo com a concessionária, 1.200 famílias da invasão usavam a ligação dos condomínios no entorno para ter energia em casa. Moradores regulares reclamam do alto valor nas contas de energia e relatam que no último sábado (6) houve uma grande explosão em um poste.

A área invadida pertencia à construtora Homex que decretou falência antes de concluir alguns empreendimentos. Há 4 anos, famílias começaram a ocupar as construções inacabadas e também construíram casas em outros terrenos da empresa, que são considerados particulares embora a posse permaneça em entrave judicial.

O corte foi feito na manhã desta quinta-feira (11) e muitos moradores da área invadida reclamaram: "Nós queremos pagar por água e luz mas como é área particular, não sabemos mais a quem pedir que seja feita a regularização", diz uma moradora. As famílias da área de invasão também não possuem rede de água.

Moradores da área invadida não têm acesso a outros serviços públicos:

"O pessoal da invasão têm fossas a céu aberto e como não possuem coleta de lixo, queimam todo o lixo doméstico nos terrenos em volta. Estou falando de lixo de banheiro, restos de comida, o mau cheiro e a fumaça são insuportáveis. Os moradores regulares são contribuintes, pagam suas prestações de água, luz e impostos, isso não é justo", declara a síndica de um dos condomínios que prefere não identificar-se porque relata já ter sido ameaçada.

 

O presidente da Agência Municipal de Habitação (Emha) informou que, como a área é particular, a prefeitura não pode instalar luz e água para os moradores da invasão. A concessionária de água da capital informou que não está fazendo nenhuma ação no local nesta quarta-feira.

Deixe seu Comentário

TV MS

04 de outubro de 2019
"Lutar pela liberdade de Lula é ato de resistência". diz ator Osmar Prado

Últimas Notícias

Ver Mais Notícias
MS Notícias - Sua Refência em Jornalismo no MSRua Rodolfo Andrade Pinho, 634
CEP 79090.050 - Vila Taveirópolis
Campo Grande/MS
 (67) 99150.1270
Editorias
Institucional
Mídias Sociais
© MS Notícias. Todos os Direitos Reservados.
Desenvolvimento Plataforma