02 de dezembro de 2021
Campo Grande 30º 22º

Bovespa sobe 3,5%, Petrobras salta 8%

A- A+

O Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, fechou em alta de 3,5% nesta quinta-feira (27), a 49.646,79 pontos. É o maior ganho percentual diário desde 2 de setembro, quando o índice subiu 3,65%. Além disso, é a maior pontuação de fechamento desde 16 de janeiro, quando o índice encerrou o dia a 49.696,28 pontos.

A alta da Bolsa nesta quinta foi puxada, principalmente, pelo bom desempenho das ações das estatais Petrobras, Eletrobras e Banco do Brasil. A sessão teve grande número de negociações.

Os investidores analisaram a divulgação de pesquisa da CNI (Confederação Nacional da Indústria) em parceria com o Ibope, divulgada na manhã desta quinta-feira. O índice de aprovação ao governo da presidente Dilma Rousseff (PT) caiu de 43% para 36%.

O mercado tem desaprovado as interferências do governo na administração das estatais e, por isso, demonstrou otimismo com uma possível derrota de Dilma nas eleições e consequente mudança de governo.

No mercado de câmbio, o dólar comercial fechou em queda de 1,75% nesta quinta-feira (27), cotado a R$ 2,268 na venda.

Estatais puxam alta da Bolsa

Das 72 ações que compõem o índice, apenas duas fecharam em queda.

As preferenciais e as ordinárias da Petrobras tiveram a terceira e a quinta maior valorização do índice, respectivamente. As preferenciais da petroleira (PETR4), que dão prioridade na distribuição de dividendos, tiveram ganhos de 8,13%, a R$ 15,57. As ordinárias (PETR3), que dão direito a voto, subiram 7,55%, a R$ 14,82.

Bolsas internacionais

As Bolsas da Europa fecharam com leves variações nesta quinta-feira. A Bolsa espanhola avançou 0,57%. Na Itália, o índice Ftse/Mib teve valorização de 0,31%. A Bolsa de Portugal encerrou em alta de 0,11%. Na Alemanha, o índice DAX fechou quase estável, com alta de 0,03%.

Na contramão, a Bolsa da Inglaterra teve desvalorização de 0,26%, e a da França perdeu 0,14%.

Na Ásia, as principais Bolsas fecharam sem uma tendência definida. No radar dos investidores, esteve o fechamento das Bolsas dos EUA na véspera e as tensões na Ucrânia.

O índice Nikkei, do Japão, fechou com ganhos de 1,01%; a Bolsa de Seul, na Coreia do Sul, subiu 0,7%; Cingapura avançou 0,61%; e Taiwan fechou em alta de 0,48%.

No sentido oposto, a índice chinês de Xangai fechou no vermelho, com perdas de 0,83%; Sydney, na Austrália, recuou 0,5%; e a Bolsa de Hong Kong teve baixa de 0,24%.

Com o final do trimestre se aproximando, a média de negociações foi baixa e inconstante nesta quinta. No Japão, a Bolsa chegou a abrir em queda, por causa da preocupação dos investidores com o aumento no imposto sobre as vendas no país.

Agência UOL