02 de dezembro de 2020
Campo Grande 33º 23º

TECNOLOGIA

Aplicativo de moto para passageiros chega a Campo Grande

Picap já opera em capitais como Rio e São Paulo apresenta crescimento de 200%/mês

Atuando, desde ano passado, em São Paulo, Rio de Janeiro, Recife, Salvador, Fortaleza, Teresina e Manaus a Picap, startup responsável pelo aplicativo de motos voltado ao transporte de passageiros, desembarca dessa vez em Campo Grande, onde começa a operar a partir do dia 13. A empresa inicia na próxima semana o cadastramento dos motociclistas interessados.

Neste primeiro momento, os motoristas ficarão com 100% do valor da corrida. Goiânia também passará a contar com serviço da Picap. O app pretende dobrar sua posição no Brasil este ano. A empresa anunciou recentemente que pretende investir, em 2020, US? 5 milhões.

A Picap apresenta uma solução barata, rápida e ágil em relação aos graves problemas de mobilidade urbana existentes, principalmente, nos grandes centros urbanos. Na prática, ela permite que o usuário fuja dos congestionamentos e consiga otimizar o seu tempo no dia a dia. Não à toa, a Picap apresenta um crescimento médio de 200% ao mês.

"Nosso objetivo é apresentar uma alternativa de modal para melhorar o fluxo de mobilidade, principalmente nas grandes cidades. O cidadão passa a contar com uma possibilidade a mais para escapar do trânsito caótico nestas capitais, reduzindo em 50 % o tempo de deslocamento. E isso a um preço 30% menor que os demais aplicativos de carros particulares", explicou o CEO da Picap, Diogo Travassos.

Atualmente, a empresa conta com 150 mil usuários, além de oito mil motociclistas cadastrados. A startup acredita que poderá dobrar esses números até o final do primeiro semestre deste ano.

A Picap nasceu na Colômbia, em 2016, e chegou, ao fim do primeiro semestre deste ano, a uma média de um milhão de viagens realizadas mensalmente, a partir de uma base de 20 mil motociclistas ativos e 200 mil usuários. Além do Brasil e Colômbia, a Picap mantém operações no México, Argentina, Peru, Chile e Guatemala. A expectativa da empresa é dobrar sua atuação na América Latina no próximo ano.