03 de dezembro de 2020
Campo Grande 32º 24º

Machu Pichu

Brasileiro é preso suspeito de defecar em cidade histórica de Machu Pichu

O total de seis turistas foram detidos por danificar o patrimônio cultural

Um turista brasileiro foi preso por autoridades peruanas acusado de defecar em áreas proibidas da cidade de Machu Pichu. Ele e mais cinco pessoas de diferentes nacionalidades teriam danificado o famoso Templo do Sol, onde evacuaram. Entre os detidos, estavam cidadãos do Brasil, Argentina, França e Chile.

De acordo com a Revista Exame, o chefe de polícia de Cusco, Wilbert Leyva, disse que os turistas estão sendo investigados pelo Ministério Público pelo suposto crime contra o patrimônio cultural.

No Templo do Sol, as autoridades verificaram “a fissura de um elemento lítico, que caiu de um muro e provocou uma fenda no piso”, disse Levya.

Além dos danos materiais, a direção regional de Cultura de Cusco, região onde Machu Picchu está situada, o chefe de polícia relatou ter encontrado material fecal no templo, que considera como prova de que os turistas defecaram no espaço.

A prisão dos turistas aconteceu no último domingo, quando policiais encontraram o grupo no Templo do Sol, local restrito por questões de segurança.

Entre os detidos estão quatro homens e duas mulheres.