22 de outubro de 2020
Campo Grande 33º 22º

ANIMAL SÍMBOLO

Capivaras são atropeladas ao da placa de travessia de animais na Capital

Excesso de velocidade causa grande parte dos atropelamentos do animal comum em Campo Grande

As imagens enviadas por um taxista campo-grandense nesta manhã de 7 de setembro mostra a crueldade com o animal símbolo de Campo Grande, a capivara. Ao menos duas capivaras mortas ironicamente ao lado da placa onde está o aviso ao motorista alertar-se há travessias de animais na Rua Tamandaré - Jardim Seminário. As imagens são fortes. 

No interior do Estado, Três Lagoas ganhou uma novidade um tanto curiosa no trânsito em 31 de janeiro de 2020: uma ‘faixa de pedestres’ para capivaras. Apelidada ‘capifaixas’, foi uma maneira educativa de alertar os motoristas sobre o risco de atropelamento dos animais na região do entorno da Lagoa Maior no município.  

Capifaixas pintadas em Três Lagoas. Foto: Divulgação/Hojemais

A PMA (Polícia Militar Ambiental) informa que os atropelamentos na cidade são frequentes pelo excesso de velocidade dos motoristas, e que os animais possuem hábitos alimentares noturnos, e acabam sendo vítimas da falta de atenção dos usuários das vias. 

No caso em que o animal atropelado sobreviva, o motorista deve acionar a autoridade policial, para que ele receba os atendimentos necessários. O telefone da PMA é o: (67) 3357-1500. Caso o animal tenha morrido, o indicado é que o motorista acione a Solurb para fazer a retirada. O número é o: (67) 3303-9200.