02 de dezembro de 2020
Campo Grande 33º 23º

Barreiras

Com início do feriado prolongado, MS registra 58 mil pessoas abordadas nas barreiras

 Dados divulgados nesta quinta-feira (9.4) pela Comissão de Controle Sanitário de Mato Grosso do Sul (CCS/MS) mostram que desde o início das operações mais de 58 mil pessoas foram abordadas em 28,1 mil meios de transportes nos postos fiscais terrestres e aeroporto. Com o início do feriado prolongado da Semana Santa, a principal recomendação das autoridades de saúde é para que a população fique em casa.

O Posto Fiscal XV de Novembro, localizado na BR-267, no município de Bataguassu, divisa com São Paulo, abordou 12.123 pessoas em 6.282 meios de transportes. No Posto Fiscal Jupiá, em Três Lagoas, foram 9.168 pessoas em 3.986 meios de transportes. O Posto Fiscal Ilha Grande, em Mundo Novo, abordou 3.372 pessoas em 2.004 meios de transporte. Em Anaurilândia, o Posto Fiscal Ofaié, contabiliza abordagem de 4.850 pessoas em 2.673 meios de transportes.

A Base de Fiscalização Campo Bom, em Chapadão do Sul, contabiliza 5.997 pessoas abordadas em 2.730 meios de transportes. Selvíria registra 3.838 pessoas abordadas em 1.506 meios de transporte. Em Corumbá, o Posto Esdras registrou 994 pessoas abordadas em 76 meios de transporte. O Aeroporto Internacional de Campo Grande registra até o momento 1.258 pessoas abordadas em 27 aeronaves. As demais unidades de fiscalização totalizam 16.565 pessoas abordadas em 8.832 meios de transporte.

Com o Posto de Corumbá e as unidades da Ceasa e Guia Lopes da Laguna, que contam com o apoio de servidores do Iagro, Mato Grosso do Sul conta atualmente com 17 barreiras sanitárias em operação.

A Polícia Militar Rodoviária (PMR), que iniciou a Operação Semana Santa, informa que a expectativa para este ano é que o fluxo de veículos reduza nas estradas de Mato Grosso do Sul em razão da quarentena ocasionada pelo Covid-19.

Casos suspeitos de Covid-19

Até o momento, 38 casos foram tratados como suspeitos durante abordagem nas barreiras sanitárias. Desse total, 26 apresentaram sintoma gripal e foram orientadas a entrar em isolamento domiciliar por 14 dias ou buscar uma unidade de saúde.

Os demais 17 casos suspeitos integravam o primeiro grupo de repatriados vindos da Bolívia. Porém, todos passaram por atendimentos com infectologistas e os casos foram descartados. 

A Comissão de Controle Sanitário de Mato Grosso do Sul (CCS/MS) informa que até o momento não há casos positivos para Covid-19 de brasileiros que entraram no país por Corumbá.