28 de novembro de 2020
Campo Grande 36º 23º

REABERTURA

Comércio: confira o que abre, continua fechado e as principais regras

Hoje (6.abril), volta a funcionar parcialmente o comércio de Campo Grande

A prefeitura permite hoje (6.abril) a volta regulamentada de comércios varejistas e setores de serviços em Campo Grande. A administração de Marquinhos Trad (PSD), recomenda que os comércios abram as portas das 9h às 16h30. Além disso, orientam uso de máscara no deslocamento dos funcionários até o serviço, àqueles que usam transporte público; os estabelecimentos devem ainda, adotar medidas de controle de acesso às lojas para evitar aglomerações e os clientes não poderão provar as peças do vestuário que forem adquirir, no caso de loja de vestuário. 

Todas as atividades voltam a funcionar parcialmente, segundo o decreto está limitada a 30% de retorno a sua capacidade total. Será exigida a demarcação no chão de distanciamento mínimo de 1.5 metro em filas de pagamento. Máquinas eletrônicas de pagamento via cartão de débito ou crédito, devem ser higienizadas após cada uso, explica o decreto. 

Foram estabelecidas algumas regras de biossegurança aos comerciantes e trabalhadores e a clientela, as ações foram elaboradas por um grupo técnico multidisciplinar da Prefeitura e sistematizadas em decretos e resoluções em vigor deste a última sexta-feira (3.abril).

Uma força-tarefa de 470 servidores vão estar nas ruas para fiscalizar o cumprimento das regras desde cedo. Atuarão nas sete regiões urbanas da cidade: 130 fiscais da vigilância, 120 da Semadur, 150 guardas municipais aproximadamente e 70 da Agetran, espalhados pelas sete regiões da Capital.

OS SEGMENTOS DO COMÉRCIO QUE VOLTARÃO A FUNCIONAR A PARTIR DESTA SEGUNDA-FEIRA 

Lojas de roupas e acessórios

Mercadão Municipal

Empresas especializadas em flores e plantas ornamentais

Consultórios médicos

Clínicas de fisioterapia

Clínicas veterinárias

Agricultura, pecuária e serviços relacionados

Serviços de manutenção, reparação e instalação de máquinas e equipamentos

Comércio de veículos e oficinas mecânicas

Locadoras de veículos

Empresas de informação e comunicação

Corretoras de seguros e serviços relacionados

Agências de turismo

Imobiliárias

Escritórios de advocacia, engenharia e de outros profissionais liberais

Cartórios

Atividades de contabilidade e afins

Seleção e agenciamento de mão de obra

Reparação e manutenção de equipamentos de informática

Repartições públicas municipais.

Serviços essenciais como supermercados, farmácias, postos de combustíveis não pararam e desde a semana passada, lojas de construção, indústria da construção civil, estão abertos, também com medidas de controle.

PERMANECEM FECHADOS POR TEMPO INDETERMINADO

Escolas, faculdades, feiras livres, Feira Central, Camelódromo, Detran, academias, galerias de lojas, shoppings, casas noturnas, espaços de shows, eventos com aglomerações.

RECOMENDAÇÕES GERAIS

Evitar contato físico com outras pessoas, especialmente se tiverem sintomas como febre, tosse e outros, mantendo-se há uma distância mínima de 1,5m entre indivíduos

– Cobrir completamente a boca e o nariz com um lenço de papel ou usar o antebraço para cobrir a tosse ou o espirro

– Evitar o contato físico com superfícies em locais públicos

– Não tocar a boca e nariz com as mãos, esfregar os olhos

– Higienizar as mãos com frequência (recomenda-se a utilização do álcool em gel 70% ou outros produtos alternativos), especialmente após contato físico em bens públicos como tocar no corrimão ou bancos.

 MEDIDAS DE PREVENÇÃO NO AMBIENTE DE TRABALHO

– Lotação limitada a 30% da capacidade, com distanciamento mínimo de 1,5 metro

– Os turnos de trabalho dos funcionários serão ajustados com horários diferenciados de entrada e saída para reduzir o número de pessoas circulando em um mesmo horário e utilizando o sistema de mobilidade urbana ao mesmo tempo

– Controlar o fluxo de pessoas no interior do estabelecimento, com criação de barreiras físicas na entrada dos estabelecimentos quando necessário, respeitando o distanciamento social de 1,5 metro

– Demarcações no piso para delimitação do espaço físico, especialmente em estabelecimentos de serviços com formação de filas como farmácias e supermercados

– Portas e janelas devem permanecer abertas para melhor ventilação dos ambientes;

– Deve ser intensificada a higienização diária: limpar todas as superfícies: maçanetas, balcão, recepção, bancadas, cadeiras (inclusive braços), lavatório, dentre outras, logo após o atendimento a.

RESTAURANTES E LOCAIS DE ALIMENTAÇÃO

Horário máximo de funcionamento será das 08:00 às 22 horas, sem interrupção no horário do almoço, visando aumentar o horário de funcionamento e com isso diminuir a aglomeração de pessoas

– É o obrigatório distanciamento mínimo de 2 metros entre as mesas e a lotação do local de trabalho respeitando o limite de 1 pessoa a cada 10m2;

– Recomenda-se realizar a aferição de temperatura corporal na entrada do estabelecimento, mediante utilização de termômetro infravermelho. Aqueles que não se encontrem com a temperatura corporal dentro da0 normalidade, ou seja, que apresentarem estado febril deverão ter a entrada recusada

– É recomendada a utilização de máscaras no ambiente de trabalho, que deverão ser fornecidas pelo empregador

– Os funcionários devem higienizar as mãos sempre que necessário e especialmente: ao chegar ao trabalho; utilizar os sanitários; tossir, espirrar ou assoar o nariz; usar esfregões, panos ou materiais de limpeza; fumar; recolher lixo e outros resíduos; tocar em sacarias, caixas, garrafas e sapatos; tocar em alimentos não higienizados ou crus; houver interrupção do serviço e iniciar um outro; pegar em dinheiro

– Em caso de utilização de máquinas eletrônicas de pagamento via cartão de débito ou crédito, a superfície da mesma deverá ser higienizada após cada uso, de forma a se evitar a transmissão indireta

-Durante a manipulação dos alimentos é vetado: falar, cantar, assobiar, tossir, espirrar, cuspir sobre os produtos; mascar goma, palito, fósforo ou similares; chupar balas, comer ou experimentar alimentos com as mãos; tocar o corpo, colocar o dedo no nariz, ouvido, assoar o nariz, mexer no cabelo ou pentear-se; enxugar o suor com as mãos, panos ou qualquer peça da vestimenta; fumar; tocar maçanetas, celulares ou em qualquer outro objeto alheio à atividade; fazer uso de utensílios e equipamentos sujos; manipular dinheiro e praticar outros atos que possam contaminar o alimento.