MS Notícias

sbado, 11 de julho de 2020

CIDADANIA

Comper é condenado a pagar R$ 15 mil à cliente após acusá-lo de roubo

Juiz determinou que multa seja paga por "danos morais"

Por: TERO QUEIROZ20/05/2019 às 09:57
ComentarCompartilhar
Foto: Reprodução/FolhaMax

L.C.S receberá R$ 15 mil por danos morais, isso, após ele ter sido perseguido por um segurança de um Comper em Cuiabá, L.C.S também foi acusado de receber um troco de R$ 13,75 duas vezes, o que conforme o site FolhaMax, foi visto como acusação de roubo, pelo juiz da Sétima Vara Cívil do Tribunal de Justiça (TJ-MT), You Sabo Mendes, que determinou, no dia (09/05), que o Comper pague multa de R$ 15 mil ao cliente. 

Segundo a decisão, L.C.S foi encriminado injustamente de ter roubado o dinheiro. A decisão cabe recurso. “Cuida-se de ação indenizatória ajuizada contra o Supermercado Comper Ltda em que a parte autora narra que foi constrangido por funcionários do demandado, ao ser acusado de ter recebido em duplicidade o troco no valor de R$ 13,75 do caixa daquele estabelecimento”, traz o trecho dos autos.

O magistrado apontou na decisão um paradoxo entre o fato do Comper manter um sistema de gravação – justamente para provar quando é vítima de roubos -, e, ao mesmo tempo que afirma que os seguranças que abordaram o cliente agiram com “discrição”, não apresentou os vídeos para comprovar a atitude respeitosa de seus funcionários. “Com efeito, é impossível ao requerente a produção de prova com relação ao tipo da abordagem dos prepostos e seguranças da Requerida, sendo certo ainda, que como o estabelecimento comercial mantém gravação de imagens de segurança para fazer prova de delitos, também deveria se resguardar quanto à prova da alegada discrição na conduta de seus prepostos”, observou o magistrado.

Yale Sabo Mendes também considerou “desproporcional” o fato do cliente ter sido abordado já no estacionamento do supermercado pelos seguranças do Comper em razão de, supostamente, ter recebido um troco de R$ 13,75 a mais. “Aliás, a confessada 'dúvida' sobre a duplicidade no troco recebido pelo requerente gerada levianamente por uma de suas prepostas foi posteriormente confirmada não ter de fato acontecido, ou seja, o troco foi corretamente entregue ao Requerente uma única vez, circunstância que por si já demonstra o despreparo e o excesso no trato da questão, pois, ao meu sentir, a abordagem de um cliente que já se encontra no estacionamento do supermercado por conta de R$ 13,75 é de todo desproporcional”, ponderou o juiz.

Os R$ 15 mil ainda serão acrescidos de juros de 1% e correção monetária desde a data desta decisão.

Fonte: FolhaMax 

Deixe seu Comentário

TV MS

22 de junho de 2020
Pagamentos pelo WhatsApp já estão disponíveis no Brasil
Pagamentos pelo WhatsApp já estão disponíveis no Brasil

Últimas Notícias

Ver Mais Notícias
MS Notícias - Sua referência em jornalismo no Mato Grosso do SulRua José Barnabé de Mesquita, 948
CEP 79100.200 - Vila Duque de Caxias
Campo Grande/MS
 (67) 99309.8172

Editorias

Institucional

Mídias Sociais

© MS Notícias. Todos os Direitos Reservados.
Desenvolvimento Plataforma