01 de dezembro de 2021
Campo Grande 32º 19º

ESQUEMA MILICIANO

Guarda afasta outros dois servidores suspeitos de envolvimento com arsenal

Dupla foi presa por suspeita de obstrução da Justiça

A- A+

Secretaria Especial de Segurança e Defesa Social (Sesdes) afastou preventivamente os guardas municipais Robert Vitor Kopetski e Rafael Antunes Vieira, presos no dia 22 deste mês por suspeita de obstrução da Justiça, depois de serem flagrados ameaçando a esposa do também servidor da Guarda, Marcelo Rios, preso com arsenal. Resolução com o afastamento foi publicada na edição de hoje do Diário Oficial de Campo Grande.

Conforme a resolução, o afatamento é por conta da gravidade dos fatos e é válido até a conclusão do processo administrativo disciplinar aberto pela Sesdes, no prazo de 60 dias, a contar de hoje.

Rafael e Robert foram transferidos ontem para o Centro de Triagem Anízio Lima.

Conforme publicado pelo Correio do Estado, os agentes da Guarda Municipal Rafael Antunes Vieira e Robert Vitor Kopetski tinham ordens para “sumir” com a esposa do colega Marcelo Rios, 42 anos. Segundo a polícia, a mulher, de 28 anos, ficou em poder dos suspeitos e só foi solta porque policiais flagraram a tentativa de sequestro.

Na segunda-feira (27), o delegado responsável pelo caso, Fabio Peró, pediu a quebra do sigilo telefônico dos envolvidos para comprovar a narrativa.

A suspeita da polícia, ainda de acordo com o que foi levantado, é de existência de uma organização criminosa por trás do esquema das armas e que, com o sequestro, o grupo tinha o objetivo de impedir possível delação por parte de Rios. Para coagi-lo, os criminosos teriam planejado e encomendado a ação contra a esposa dele.

ARSENAL

No dia 19 de maio, policiais da Delegacia Especializada de Repressão a Roubos a Banco, Assaltos e Sequestros (Garras), com apoio do Batalhão de Choque da Polícia Militar, apreenderam dezenas de armas de grosso calibre em poder do guarda municipal Marcelo Rios, no Bairro Monte Líbano, em Campo Grande. No local, a polícia encontrou dois fuzis AK-47, quatro fuzis calibre 556, duas espingardas calibres 12 e 22, 17 pistolas e um revólver calibre 357. 

No dia 22 de maio, com o desdobramento das investigações, policiais fizeram a prisão dos outros dois integrantes da Guarda Municipal, suspeitos de obstrução de Justiça. Marcelo Rios também está no Centro de Triagem.