28 de setembro de 2020
Campo Grande 34º 24º

PCC

Homem é encontrado ferido a tiros em mata e acusa membros do PCC

Gleison Gaudino de Souza disse que foi sequestrado em casa pelos atiradores e deixado para morrer por dever dinheiro à facção

Gleison Galdino de Souza, 20, foi encontrado ferido a tiros na tarde desta quarta-feira (4) em Dourados, a 233 km de Campo Grande. Socorrido em estado grave ao Hospital da Vida pelo Samu (Serviço Móvel de Urgência), ele afirmou ter sido vítima da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital), com quem teria dívida em dinheiro.

O rapaz contou que no início da tarde estava em casa, no bairro Jóquei Clube, região leste da cidade, quando três pessoas chegaram ao local de carro e o levaram à força, sob a mira de armas.

Gleison foi levado até a matinha na Linha do Potreirito, na mesma região do bairro onde mora. No local, foi alvejado com três tiros e jogado em uma chácara. O rapaz ficou por horas sangrando no meio da vegetação. Uma pessoa que passava pelo local de bicicleta o viu no chão e acionou o socorro.

Os tiros acertaram o rapaz no pescoço, na nunca e na perna. O estado de saúde é considerado grave e Gleison corre risco de ficar paraplégico devido à bala que atingiu sua coluna. (Colaborou Adilson Domingos)