25 de setembro de 2020
Campo Grande 36º 22º

Três Lagoas

Laudo confirma morte de empresário por hélice de lancha em Três Lagoas

O comerciante conhecido como Cacau teve sério ferimento no pescoço

Um laudo do Instituto de Criminalística de Três Lagoas aponta um ferimento no pescoço como a causa da morte do comerciante Antônio Carlos Alástico, 46 anos, no dia 12 de outubro, durante pescaria com a família, no rio Paraná. 

De acordo com o site JPnews, o documento foi entregue à Polícia Civil, nesta semana, e direciona o inquérito para conclusão.

Conforme o delegado Rodrigo Sperancin, responsável pelo caso, Antônio Carlos,  teria caído de uma lancha ao tentar apanhar um boné. Na queda, foi atingido pela hélice, segundo o laudo. 

O corpo dele foi encontrado três dias depois, por bombeiros, próximo ao local do acidente. O relato da queda foi feito a amigos pela mulher dele, Érica Pimenta, no dia e, depois, em depoimento. 

Uma filha do casal, de 8 anos, também estava na lancha. O delegado aguarda apenas a emissão de um laudo do local do acidente e uma vistoria na lancha, que também serão feitos pelo instituto, para enviar o inquérito ao Ministério Público.