27 de novembro de 2020
Campo Grande 35º 23º

MODERNIDADE

Modelo de seguradora em MS poderá ser paga como a "Netflix do carro"

Empresa Destrave quer tornar seguro veicular acessível e inova lançando serviço em Campo Grande

A empresa Destrave escolheu Campo Grande, em Mato Grosso do Sul, para lançar o serviço que a empresa intitula como inovador; uma espécie de “Netflix” do carro. Não, não é para ver filme, mas sim um seguro, que o comprador do serviço poderá pagar mensalmente como paga um serviço de streaming. Nesse serviço que custará apenas R$ 25 ao mês, estão inclusos serviços de socorro simples, não só os chamados sinistros, os acidentes de alta destruição do carro.

Conforme o cofundador e diretor geral, Marcelo Barp, a empresa tem como objetivo tornar acessíveis serviços até então inacessíveis ao grande público devido ao alto custo do seguro, colocando-se como alternativa, por exemplo, para quem não tem ou teve de cancelar o contrato devido à crise da Covid-19, mas não quer perder o conforto e a segurança da assistência veicular.

Não é preciso ser especialista para saber que a pandemia de Covid-19 já tem impactado todos os setores da economia nacional, reduzindo o nível da renda do brasileiro. Relatório do Banco Mundial estima uma retração de 8% no Produto Interno Bruto (PIB) nacional este ano. Se acontecer, será a maior queda em 120 anos.

Seja em indústrias, empresas, no agronegócio ou nos lares, em tempos de crise e recessão, a palavra de ordem é economizar. Abrir mão de algumas escolhas para reduzir custos e ajustar o orçamento novamente.

Nesse cenário, turismo, lazer, beleza e estética, moda e seguros são os setores que mais serão impactados pelas decisões e desistências dos consumidores. Falando, em especial deste último, o cenário do setor em Campo Grande já não era o melhor: pelo menos 7 em 10 motoristas não têm acesso ao socorro veicular, geralmente vinculado à contratação de uma seguradora, conforme estimativa da Confederação Nacional das Empresas de Seguros Gerais (CNSEG). Pagar até 15% do valor do automóvel por ano por um seguro já não era para qualquer um, agora então, ficou mais seletiva as possibilidades. 

A Destrave, conforme seus criadores, quer se tornar uma alternativa acessível ao grande número de veículos desprotegidos e atendendendo a todo o Brasil por meio de uma rede de mais de 18 mil prestadores, a Destrave escolheu Campo Grande (MS) como cidade modelo para lançar seus serviços. 

Com foco nos carros com mais de cinco anos de uso e preparada para atender de forma personalizada e 100% digital (incluindo o WhatsApp, além do tradicional telefone), a empresa se propõe a revolucionar o setor de assistência veicular no país ao se concentrar nos serviços mais corriqueiros e não nos sinistros (acidentes ou prejuízos materiais). Dessa forma, por menos de R$ 25 por mês pagos em forma de uma assinatura – que pode ser cancelada a qualquer momento também de forma digital – o assinante da Destrave tem acesso a serviços como guincho, chaveiro, troca de pneu, carga de bateria e táxi para o caso de o veículo ficar na oficina, entre outros.

A NETFLIX DO SEU CARRO?

Como apontam os fundadores, a meta da Destrave é realmente ambiciosa: tornar-se a Netflix da assistência veicular no país, aproveitando o forte crescimento dos serviços por assinatura e recorrência no Brasil – quase 170% entre 2014 e 2019, segundo a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm). Para cumprir o objetivo, o cofundador e diretor de marketing, Estevão Rizzo, afirma que o negócio tem como principais pilares a extrema simplicidade na contratação e cancelamento da assinatura, a transparência total na prestação dos serviços e o valor acessível para viabilizar a assistência a qualquer veículo, principalmente como alternativa nesses tempos de dificuldade econômica.

Estevão enfatiza, no entanto, a absoluta diferença entre um seguro convencional e os serviços oferecidos pela empresa, levando o socorro a qualquer lugar como no caso do pneu estourado sob a chuva ou da pane em pleno passeio dominical, mas não cobrindo sinistros ou custos com peças, consertos e outras perdas materiais. “Além disso, o que torna a assinatura tão acessível é o fato de não utilizarmos corretores, bancos ou qualquer tipo de intermediários. Somos movidos justamente pelo desejo de desburocratizar, simplificar, melhorar e oferecer serviços que sempre existiram, mas estavam fora do alcance da maioria dos brasileiros devido à burocracia e aos altos custos de taxas e comissões”, completa.

SERVIÇO:

Para mais informações sobre a empresa, acesse o site https://destrave.se