30 de novembro de 2020
Campo Grande 35º 24º

Preços abusivos

Polícia e Procon fazem operação contra preços abusivos de equipamentos de proteção

Comerciantes tem aproveitado pandemia para elevar preço de produtos

Estabelecimentos comerciais estão sendo fiscalizados em Campo Grande em uma ação contra prática de preços abusivos em equipamentos de proteção, como máscaras, luvas e álcool em gel 70%. Órgãos de defesa ao consumidor tem recebido diversas denúncias, o que motivou a ação de fiscalização. Além dos preços abusivos, durante a pandemia de Covid-19, a produção ilegal e irregular de materiais tem se tornado comum, o que também está sendo fiscalizado.

Os estabelecimentos, conforme informado pelos órgãos de defesa do consumidor, tem aproveitado a pandemia e aumentado os preços, já que muitos produtos estão cada vez mais difíceis de serem encontrados nas prateleiras. Também há denúncia da produção destes produtos de proteção, como o álcool em gel 70%, sem autorização dos órgãos fiscalizadores, muitos deles impróprios ao consumo e, mesmo quando comercializam produtos dentro das especificações técnicas, estariam elevando os preços de forma abusiva.

As fiscalizações foram intensificadas esta semana, sendo realizadas pela Decon (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Contra as Relações de Consumo), Procon (Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor) estadual e municipal, Coordenadoria de Vigilância Sanitária do Município de Campo Grande e as Promotorias de Justiça do Consumidor. As denúncias podem ser encaminhadas diretamente aos órgãos de fiscalização, nos canais disponíveis no site da Polícia Civil, www.pc.ms.gov.br e também por meio do Disque Denúncia do Procon Estadual, o 151.