MS Notícias

quarta, 01 de abril de 2020

DESBARRANCANDO

Prefeitura inicia obras no Rio Ahanduí, sem revitalização há 40 anos

O Anhandui, assim como o Córrego Segredo, foi canalizado há mais de 40 anos

Por: TERO QUEIROZ11/03/2020 às 11:12
ComentarCompartilhar
Foto: Reprodução/Divulgação

A Prefeitura Municipal de Campo Grande, por meio da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos inicia hoje, quarta-feira (11, março) os reparos emergenciais no trecho de aproximadamente 40 metros do Rio Anhandui (sentido bairro/centro). Enquanto trabalhavam na recuperação da outra margem do canal, que caiu no último dia 23, após temporal, engenheiros da Sisep perceberam sinais de fissura na estrutura construída há 40 anos e que nunca passou por manutenção. Prefeitura disse que vai contratar um projeto de revitalização para reforço de toda a estrutura do canal. De forma emergencial, a estrutura tem sido reforçada com trilhos e estabilizada a contenção do barranco, com pedras e concreto.

Conforme o Secretário Rudi Fiorese, haverá agora a limpeza do canal e avaliação das condições da placa de concreto, se poderão ser reaproveitadas. Deve ser adotada a mesma solução empregada na margem direita do canal, onde desde a semana passada equipes da Secretaria trabalham para refazer os 26 metros de canal, reerguendo as placas, apoiadas em vigas de ferro e concreto armado. Em seguida, se faz a estabilização do barranco com pedra, concreto e recomposição do aterro no espaço reservado à calçada.

Segundo o secretário, a solução definitiva, está prevista no projeto elaborado pelo projetista que prevê a “ancoragem” de 70 metros do canal nas duas margens, abrangendo exatamente o trecho da estrutura. A técnica consiste na abertura de uma perfuração de 11 metros no subsolo, onde se coloca um cabo de aço e nele se injeta concreto armado, fazendo o grampeamento da estrutura.

ESTRUTURA ANTIGA   

O Anhandui, assim como o Córrego Segredo, foi canalizado há mais de 40 anos. Engenheiros da Sisep explicaram que as ferragens de sustentação das paredes sofrem os efeitos da ação do tempo, como a corrosão decorrente do contato com a correnteza, que recebe água servida, contaminada por produtos químicos.

REVITALIZAÇÃO

O andamento das obras de revitalização do Rio Anhandui, entre as ruas Santa Adélia e do Aquário, iniciadas em 2017, tem sido prejudicado pelo atraso na liberação dos recursos federais. Ainda neste mês, a Águas Guariroba vai iniciar a transposição de 1.300 metros do interceptor de esgoto que fica na margem esquerda. Feita a mudança, será retomada a construção do canal em gabião entre as ruas da Abolição e do Aquário.

Deixe seu Comentário

TV MS

27 de maro de 2020
Isolamento vertical ocasionará genocídio, diz Fábio Trad
Isolamento vertical ocasionará genocídio, diz Fábio Trad

Últimas Notícias

Ver Mais Notícias
MS Notícias - Sua referência em jornalismo no Mato Grosso do SulRua José Barnabé de Mesquita, 948
CEP 79100.200 - Vila Duque de Caxias
Campo Grande/MS
 (67) 99309.8172

Editorias

Institucional

Mídias Sociais

© MS Notícias. Todos os Direitos Reservados.
Desenvolvimento Plataforma