28 de novembro de 2020
Campo Grande 36º 23º

ANÔNIMOS

Quarentena: pessoas anônimas que trabalham no tratamento de água em MS

Esses trabalhadores prestam o chamado "serviço de natureza essencial"

Enquanto milhares de pessoas estão em casa, por recomendação das autoridades, devido a pandemia do coronavírus, muitos trabalhadores não podem parar suas atividades. Muitas vezes anônimos, esses trabalhadores prestam o chamado “serviço de natureza essencial”.  Este é o caso dos 1600 funcionários da  empres de tratamento de água e Saneamento de Mato Grosso do Sul (Sanesul).

Equipes ficam de plantão 24 horas para garantir a captação, tratamento e distribuição de água todos os dias do ano. Com isso, os homens e mulheres que trabalham para estatal são os responsáveis pela mantenência da qualidade da água que chega a cada residência em MS. 

Neste período de quarentena, onde praticamente toda família sul-mato-grossense foi convocada para ficar em casa, o trabalho que não pode parar está em alerta total nos 68 municípios atendidos em Mato Grosso do Sul.

Segundo a Sanesul, o esforço é para garantir que a água chegue nas 517, 873 mil unidades atendidas espalhadas em 68 cidades do Estado. Isso representa um milhão, seiscentos e sete mil, trezentas e setenta e três pessoas que dependem da água.  

“Na Sanesul, o trabalho é intenso. Desde um simples vazamento até o mais complexo serviço de bombeamento da água na rede de abastecimento. Tudo é feito com muita atenção para garantir que a água tratada chegue até a torneira dos nossos consumidores”, conclui Onofre de Assis Souza– diretor comercial e de operações da Sanesul.

Abaixo veja as fotos de alguns trabalhadores que merecem ser homenageados: