12 de junho de 2021
Campo Grande 25º 14º

Santa Casa

Santa Casa integra pesquisa nacional que busca excelência em UTIs

A- A+

Na manhã desta quarta-feira (05) a equipe do hospital Moinhos de Vento, de Porto Alegre (RS), esteve reunida com diretores e técnicos da Santa Casa para apresentar proposta do projeto de pesquisa - DONORS. A Santa Casa de Campo Grande está entre os escolhidos para participar do projeto que pretende buscar condições de excelência na manutenção de potenciais doadores em UTI.

Ao todo foram selecionados cerca de 80 hospitais de 21 estados do País com o intuito de identificar as melhores práticas e oferecer mais qualificação às equipes que atuam na manutenção clínica de potenciais doadores de órgãos em CTI’s (Centro de Terapia Intensiva).

A Santa Casa é o 8º hospital apto a participar do projeto que, ao final, pretende produzir material científico que norteie a prática em todo o Brasil. A reunião promoveu a troca de informações entre os profissionais com o objetivo de implantar estratégias para otimizar a doação de órgãos no hospital, além de favorecer a melhora da qualidade na assistência para diminuir as perdas de potenciais doadores em seu tempo de permanência em UTI.

De acordo com a coordenadora médica da OPO/MS (Organização de Procura de Órgãos de MS), Patrícia Berg Leal, que está sediada na Santa Casa, foi gratificante a notícia de ser um dos escolhidos para a implementação do projeto. “Nós ficamos muito felizes pela escolha, e sabemos que é uma novidade que vem para somar-se aos serviços já realizados pela equipe que atua no processo de doação de órgãos aqui”, disse.

O presidente da ABCG Santa Casa, Dr. Esacheu Nascimento, também se manifestou sobre o projeto. “Será muito bom para o aperfeiçoamento das equipes que já têm o 'know-how' e mais um passo para sermos modelo no tocante aos transplantes de órgãos”, explica.

O médico intensivista, Dr. Glauco Westphal, responsável pelo projeto, explicou durante a reunião o porquê da UTI da Santa Casa ser uma das escolhidas para aplicação do projeto de pesquisa nos próximos meses. “Gostaria, primeiramente, parabenizar o hospital pela iniciativa arrojada da proposta pois, em pouco tempo de retomada, já têm se apresentado como um importante centro de transplantes renais, e isso influenciará, na habilitação para outros transplantes em breve. Por isto estamos aqui realizando esta importante pesquisa”, esclarece.

Participaram da reunião o presidente da ABCG Santa Casa, Dr. Esacheu Nascimento, a diretora técnica, Ana Tereza Alcântara, o diretor clínico, Dr. Marcos Paulo Tiguman, os médicos que compõe a chefia dos serviços nos CTI’s, a gerente de enfermagem, Luciana Gimenez, além da equipe da OPO. A equipe de Porto Alegre é composta pelo médico intensivista, Dr. Glauco Westphal, Itiana Cardoso, Adriane Rohden, Cátia Guterres e Silvia Mendonça.