30 de setembro de 2020
Campo Grande 40º 23º

Incra poderá desapropriar fazenda em Nova Andradina

Com objetivo de desapropriar terras para a Reforma Agrária, nos últimos quatro meses, o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) realizou pré-vistorias técnicas em propriedades rurais localizadas nos municípios de Nova Andradina e Bataguassu.

Ao todo, os técnicos do Incra visitaram cerca de 100 mil hectares de terras que podem ser consideradas improdutivas e, portanto, passíveis de transformação em assentamentos destinados a membros do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST).

Entre as propriedades citadas pelo órgão está a Fazenda Saco do Céu, localizada no município de Nova Andradina. A propriedade rural possui 5,2 mil hectares e foi considerada improdutiva. Os donos da terra, que moram em São Paulo, contestam a vistoria e tem prazo de 10 dias para recorrer.

Além da Fazenda Saco do Céu, em Nova Andradina, o Incra trabalha em mais cinco propriedades localizadas na faixa entre Nova Andradina e Bataguassu. Ao longo de 2014, os técnicos do instituto devem prosseguir com as vistorias no sentido de transformar as fazendas em lotes para a Reforma Agrária.

Costumeiramente, membros do MST realizam, no Estado, manifestações e bloqueios de rodovias para chamar a atenção das autoridades. Entre as principais reivindicações da classe está a necessidade de mais rapidez no processo de assentamento das famílias inscritas.

Perfil News