31 de outubro de 2020
Campo Grande 26º 18º

Jardim ganha mais de R$ 4 milhões para serem investidos em obras de saneamento

 A cidade de Jardim, considerada um dos pólos turísticos de Mato Grosso do Sul, tem vivido um novo momento, em relação ao setor de saneamento básico nos últimos sete anos. Um exemplo desta atenção é o anúncio de investimentos feito pelo presidente da Sanesul, José Carlos Barbosa, com o governador André Puccinelli, o prefeito municipal Erney Cunha, deputados estaduais e vereadores, no dia 6 de dezembro, durante entrega de unidades habitacionais. De acordo com o presidente José Carlos Barbosa, são mais de R$ 4 milhões de recursos, sendo R$ 3 milhões próprios, que serão aplicados no município, divididos entre assinatura de ordem de serviço, autorizações de licitação e entrega de equipamentos. “Primeiramente, autorizamos o início imediato da implantação de aproximadamente 17 quilômetros de rede coletora de esgoto e mais 800 domicílios serão conectados à rede. Entregamos equipamentos para atender Jardim e outros municípios da região, e ainda autorizamos a realização de licitação de duas obras, uma para que possamos tratar mais de 150 mil litros de água por hora, com a construção de uma nova estação de tratamento de água para melhor atender a população, e a outra para construção, ampliação e reforma de todo o atendimento comercial”, relatou José Carlos Barbosa. O prefeito municipal Erney Cunha destacou que a chegada dessas obras de esgotamento representa qualidade de vida, dignidade e saúde para a população, fazendo com que as pessoas tenham mais vontade de viver nos bairros. “Com esses recursos para o esgoto vamos ampliar os índices de coleta e tratamento”. Já o governador André Puccinelli disse que tem andado muito para ouvir as prioridades da população e uma delas é o saneamento básico. “A água traz saúde e Mato Grosso do Sul - de acordo com pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) - foi o primeiro estado da Federação com menor índice de internações por doenças transmitidas pela água como hepatite, doenças parasitárias, entre outras. Isso tudo porque tem o maior índice de saneamento, com uma água bem tratada sem nenhuma bactéria.” Para o presidente da Sanesul, José Carlos Barbosa, o resultado desta pesquisa do IBGE significa que a água levada até a casa das pessoas cumpre sua finalidade de potabilidade. “Também não podemos deixar de falar das nossas estações de tratamento de esgoto construídas praticamente em todo o estado, possibilitando destacar que as obras realizadas pela Sanesul estão cumprindo o seu objetivo, que é levar qualidade de vida para a população”. A solenidade contou com a participação do superintendente da Fundação Nacional da Saúde (Funasa), Pedro Teruel, representantes da Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil. Investimentos Durante o evento foi assinada ordem de serviço no valor de R$ 1.653.737,24 para realização de obras de ampliação e melhoria do sistema de esgotamento sanitário, com a implantação de 16.887 metros de rede coletora e 800 ligações domiciliares de esgoto. Os investimentos são federais com contrapartida da Sanesul. Logo depois, o prefeito e os funcionários da empresa receberam as chaves de dois caminhões: um carga seca e outro guindaste. O valor do investimento é de R$ 406.300,00. No evento a Sanesul e o Governo também assinaram duas autorizações de licitação. A primeira, para ampliação do sistema de abastecimento de água, com a implantação de uma estação de tratamento de água de 150 mil litros de água por hora, e a segunda, para construção do prédio de atendimento ao cliente, reforma do prédio comercial, da gerência regional, laboratório, além da reforma das demais edificações. Serão investidos R$ 2.014.462,44 de recursos próprios. Assessoria