01 de dezembro de 2020
Campo Grande 33º 24º

Murilo vive momentos de euforia e extrema paciência até que PSB defina rumo político para 2014

O prefeito de Dourados Murilo Zauith (PSB) inicia o segundo ano do segundo mandato com muitas expectativas, uma delas é conseguir pavimentar quase 100% das ruas da cidade. Fé em reconquistar a mesma paixão dos eleitores nas urnas em 2012. Com a plena convicção de que seu partido, o PSB, será o protagonista na eleição deste ano.Murilo recebeu o MS Notícias em seu gabinete na manhã de quarta-feira com o seu indefectível sorriso e logo no início da conversa demonstrou que vive momentos de extrema euforia conjugados com a necessidade de ter uma paciência de Jó para que seus projetos tanto administrativos quanto políticos tenham sucesso. O prefeito está eufórico com a liberação de um financiamento de R$ 52 milhões que possibilitará a realização obras de drenagem e asfalto. Isso representaria praticamente 100% da cidade asfaltada e representaria aumento consideráveis nos índices de aprovação da administração municipal. Zauith, nos últimos dias, está sujeito a um longo exercício de paciência quando o assunto está relacionado ao xadrez da política estadual em 2014. Presidente estadual do Partido Socialista Brasileiro (PSB), o prefeito de Dourados, por conta de princípios e compromissos políticos assumidos anteriormente tem que esperar. Uma longa espera para que seja difinido o rumo do PSB. Se fica com o PT, se caminha com o PSDB ou com o PMDB, ou simplesmente lança chapa pura. Murilo aguarda por sinais. Principalmente dos lados de Delcídio e do PT (Partido dos Trabalhadores) que prefere, neste momento, flertar com o DEM e com o PSDB de Reinaldo Azambuja enquanto é corteja por Puccinelli que mesmo sabendo da intenção do PMDB em lançar Nelsinho candidato ao Governo do Estado sonha e seja o senador de Delcídio. O prefeito douradense adiantou que vai estar com o governador de Pernambuco Eduardo Campos, presidente nacional do PSB, no final de janeiro. Nesta conversa, Murilo pretende acertar o rumo do PSB do MS, já que Campos já pediu um palanque do partido do Estado para apoiar o candidato socialista à Presidência da República. Murilo aproveitou para dizer que a administração municipal está “redondinha”. Além dos R$ 52 milhões para o asfalto, Murilo disse que Dourados irá apresentar resultados positivos em todos os setores da economia. Os números positivos atraíram a atenção da imprensa nacional. Uma equipe de jornalistas da Revista Veja estará em Dourados nos próximos para a produção de uma grande reportagem. “Nosso aeroporto está homologado pela ANAC e pronto para operar voos interligando Dourados aos grandes centros e ao mundo”, disse o prefeito. Sobre política, Murilo disse que enquanto o PMDB já marcou a vinda do vice-presidente da República Michel Temer a Dourados no dia 15 de fevereiro para turbinar uma possível candidatura de Nelsinho Trad ao governo do Estado, espera que Delcídio dê um aceno aos “futuros” aliados. Murilo disse que espera ter uma posição mais concreta para apresentar a Eduardo Campos. “O que eu levo para o Eduardo?”, ponderou o prefeito. Nicanor Coelho, de Dourados