19 de outubro de 2020
Campo Grande 34º 23º

Brasileiros lançam app de avaliação de mulheres em resposta ao Lulu

Depois do Lulu, aplicativo que permite a mulheres darem notas a homens que são contatos no Facebook, um grupo de brasileiros de Indaiatuba (SP) lançou uma resposta, também em forma de app. O Clube do Bolinha, disponível para Android, propõe atributos como "patricinha", "Maria gasolina", "camarão" e "só faz miojo" a quem quiser avaliar amigas na rede social --o aplicativo dá uma nota de zero a 10, assim como faz o Lulu. Segundo um dos desenvolvedores, Murilo Vianello, 23, a ideia do programa não é vingar os injustiçados homens. "Nossa proposta é diferente, não temos conteúdo agressivo. Nossa intenção não é denegrir a imagem da mulher, mas sim aproximá-la do que ela mesmo faz, das próprias avaliações", disse."Haverá pessoas que não se sentirão bem, que escolherão retirar o conteúdo [o perfil no app], vão querer processar. Mas, se você está no 'mercado', está sujeito a isso: as pessoas podem te aprovar e podem não te aprovar", diz. Ambos aplicativos fazem referência à série de quadrinhos e desenho animado "Luluzinha" ("Little Lulu" em inglês) e usam um sistema de respostas para dar uma nota ao perfil avaliado. Contudo, Vianelli diz não ter autorização para usar o nome e a identidade visual do personagem Bolinha. É preciso responder, sobre a mulher em questão, quais são suas prioridades (festas, trabalho, igreja), como é a experiência sexual ("sabe o que faz", "mosca morta", "merece um diploma do sexo", "topa tudo"), companhia ("torna o rolê inesquecível", "adora dar showzinho", "finge estar bêbada"). O app foi lançado no último sábado (7) e divulgado nesta segunda-feira (9). Uma campanha que prometia o lançamento de um aplicativo chamado Tubby (nome do Bolinha em inglês), que seria também uma versão masculina do Lulu, gerou balbúrdia na semana passada. O app, contudo, não chegou a ser lançado, e sua divulgação foi desmascarada. No Clube do Bolinha, toda conta de gênero feminino registrada no Facebook pode ser avaliada, mas o perfil pode ser removido do serviço por meio da página do aplicativo na central de apps da rede (clicar em "remover", na barra lateral direita). Diferentemente do Lulu, que restringe a visualização das opiniões às mulheres, homens e mulheres podem verificar as avaliações e o que foi dito sobre um perfil. Por enquanto, as avaliações só estão visíveis para contatos na rede social --uma função de busca deve ser incorporada ainda nesta semana. Apesar de não ficar visível aos demais usuários, a autoria dos comentários é registrada pelo serviço. "Então, caso a pessoa se sinta lesada por alguma avaliação, pode pedir e a gente consegue rastrear essas informações", diz Vianello, que dirige com dois sócios o Online Clothes, site para comparação de preços de roupas. Vianello conta que o aplicativo levou sete dias para ser desenvolvido. Segundo o Google, foram feitos entre 1.000 e 5.000 downloads do programa até a noite de segunda. Em rápido teste, o programa apresentou lentidão e alguns problemas de acabamento. Segundo a empresa, a versão do Clube do Bolinha para iPhone já foi enviada para avaliação da Apple e deve ser liberada "nos próximos dias". Folhapress