27 de janeiro de 2021
Campo Grande 30º 21º

Terremoto no Chile mata 6 e 900 mil são retirados de zona de risco

Ao menos seis pessoas morreram após o terremoto de magnitude 8,2 que atingiu o norte do Chile na noite de terça-feira, 1. Ondas de quase dois metros atingiram a costa do país. Segundo o governo chileno, 900 mil pessoas foram retiradas de zonas costeiras vulneráveis a tsunamis. A cidade de Iquique foi a mais afetada pelo abalo.

A presidente Michelle Bachelet, que assumiu o cargo no mês passado, deve visitar áreas atingidas pelo tremor ainda nesta manhã. O alerta para novos tsunamis foi cancelado. Ao menos 15 réplicas de terremoto foram sentidas nas últimas horas.

As províncias de Arica, Parinacota e Tarapacá estão em estado de catástrofe. Em Iquique, ao menos 300 detentos fugiram de uma prisão de local após o tremor destruir parcialmente o centro de detenção local.

O terremoto atingiu a área próxima à cidade de Iquique - principal porto mineiro e exportador do norte do país.  O tremor provocou alerta de tsunami no Chile e em outros três países da costa do Pacífico latino-americano:  Peru, Equador e Colômbia.

Alerta.  O tremor provocou alerta de tsunami no Chile e em outros três países da costa do Pacífico latino-americano:  Peru, Equador e Colômbia.  A Marinha peruana também emitiu um alerta de tsunami - o terremoto foi sentido com força nas regiões de Tacna, Moquegua e Arequipa.

No Equador, a Secretaria-Geral de Riscos informou ter ativado um alerta vermelho na costa, a fim de deixar os habitantes prontos para uma retirada. “Todo o nosso perfil costeiro precisa estar vigilante e preparado”, disse o presidente Rafael Correa no Twitter. A advertência cobre, entre outras regiões, a Ilha de Baltra, no arquipélago de Galápagos; a Província de Esmeraldas e as praias de La Libertad, na Província de Santa Elena, perto do porto de Guayaquil.

O Observatório Oceânico e Atmosférico dos EUA (NOAA) avaliava se deveria estender o alerta de tsunami para o Havaí. O Serviço Geológico dos EUA diz que o terremoto teve seu epicentro registrado a 86 quilômetros e a 38 quilômetros de profundidade a noroeste de Iquique, no Chile, às 20h46.

O tremor atingiu uma área que tem sido abalada por vários terremotos ao longo das duas últimas semanas. O mais recente sacudiu edifícios em partes da Bolívia e do Peru.

O Chile é um dos países mais propensos do mundo a terremotos. Um tremor de 8,8 graus, seguido por um tsunami, na região central em 2010 matou mais de 500 pessoas, destruiu 220 mil casas e varreu portos e resorts. O mais forte terremoto já registrado também ocorreu no Chile - um tremor de 9,5 graus em 1960 que matou mais de 5 mil pessoas. 

Agência Estado