15 de outubro de 2021
Campo Grande 29º 20º

Prazo de validade vencido faz alimentos que seriam destinados à alunos irem outra vez para o lixo

A- A+

Mais um montante de alimentos com prazo de validade vencido foi encaminhado hoje (13) pela Prefeitura Municipal de Campo Grande para incineração. De acordo com a assessoria, as carnes estavam armazenadas na Superintendência de Abastecimento Alimentar – Suali. Outros 625 quilos de arroz, feijão, fubá, macarrão e alguns litros de óleo, todos impróprios para consumo devido à data de validade, também foram descartados.

Os produtos foram recolhidos por dois caminhões coletores e serão incinerados na região do Indubrasil, na Capital. Segundo a assessoria, com a retirada dos mantimentos, o  depósito da Suali irá passar por uma higienização, antes do armazenamento de novos produtos que serão entregues pelos fornecedores da Prefeitura para atender a demanda da merenda escolar. A prefeitura informou também, que os alimentos serão substituídos por outros novos ainda hoje.

Outro descarte

Em setembro, a prefeitura da Capital havia descartado mais de uma tonelada de alimento que atenderia  os 100 mil alunos Rede Municipal de Educação de Campo Grande. Os mantimentos também estavam com a data de validade vencida e estavam armazenados na Superintendência de Abastecimento Escola.  À época, o prefeito Alcides Bernal (PP) disse que os alimentos que foram jogados fora seriam suficientes para abastecer as 94 escolas e os 100 Centros de Educação Infantil da Capital, por até três dias. 

Recursos

Conforme a prefeitura, os recursos destinados para a merenda escolar durante o ano letivo de 2015 era de R$ 16 milhões.  De acordo com o Executivo,  R$ 10 milhões se tratavam de recursos federais repassados por meio do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) e R$ 6 milhões de recursos próprios. Ainda restam, segundo o órgão, apenas R$ 2,6 milhões para serem gastos com merenda até o final do ano letivo previsto para termina em 30 de dezembro, de acordo com calendário escolar  do município.