28 de outubro de 2020
Campo Grande 28º 21º

Seminário debate situação de moradores de ruas em Campo Grande

A SAS (Secretaria Municipal de Políticas e Ações Sociais e Cidadania) realizou hoje o 2º Seminário “Quem Maltrata Não é a Rua, São as Pessoas” no auditório da Egov (Escola de Governo). O objetivo do curso é ajudar técnicos e entidades que realizam o trabalho de abordagem à população de rua a compreender a situação dessas pessoas, além de apresentar novas formas de abordagem.

O coordenador do CRAS (Centro de Referência de Assistência Social) Rosa Adri, Artêmio Versoza, discursou sobre as possíveis causas da exclusão social no Brasil e no mundo. Segundo ele, é preciso conhecer as pessoas e suas realidades para depois elaborar um planejamento do trabalho a ser feito e segui-lo à risca, aliado a capacitações contínuas e permanentes dos profissionais que atuarão nesse processo.

A promotora Jaceguara Dantas da Silva Passos, representando a 67ª Promotoria de Justiça de Direitos Humanos, ressaltou a importância de capacitar os servidores sobre os como funcionam os direitos humanos e como lidar de maneira correta e mais humana com essas pessoas.  O coordenador do projeto “T’amo na Rodoviária”, Givago Oliveira, fez uma explanação sobre como funciona a ação, que, segundo ele, ajuda muito na recuperação dos moradores de rua usuários de drogas.

De acordo com a diretora de planejamento e gestão da SAS, Fernanda Teixeira, o seminário rendeu um relatório que será encaminhado ao prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP).

Diana Christie com assessoria