MS Notícias

quinta, 04 de junho de 2020

DOURADOS

Ciúmes foi motivo para dupla matar homem e jogar corpo em poço desativado

Autores do crime, de 20 e 16 anos, foram detidos por lideranças da reserva indígena

Por: HELIO DE FREITAS, de Dourados14/06/2019 às 10:40
ComentarCompartilhar
Um dos presos por assassinato é conduzido por agente da Polícia CivilUm dos presos por assassinato é conduzido por agente da Polícia CivilFoto: Adilson Domingos

O homem encontrado morto em um poço desativado na tarde de quarta-feira (14), entre os municípios de Dourados e Itaporã, foi assassinado por ciúmes. Os dois autores do crime, de 20 e 16 anos, foram detidos por lideranças da reserva indígena de Dourados e entregues à Polícia Civil.

De acordo com a investigação conduzida pelo Serviço de Investigações Gerais (SIG), Maicon Oliveira de Souza, 20, tramou a morte de Junior Abraão da Silva, 31, o Juninho, por ter ciúmes dele com sua esposa. Todos moravam na aldeia Jaguapiru. Para cometer o crime, ele pediu ajuda ao adolescente.

Conforme o delegado Rodoldo Daltro, chefe do SIG, inicialmente a mulher de Maicon, disse que o marido teria cometido o crime ao flagrar a vítima tentando estuprá-la, mas depois ela mudou a versão e disse que não houve estupro e o motivo foi o ciúmes que o marido tinha do outro homem.

Juninho foi atraído para consumir bebida alcoólica na companhia dos autores na noite de terça-feira (11) e golpeado na cabeça com um pedaço de pau e com pedradas. Enquanto era agredido, ele implorou para não ser morto. Desmaiado, ele foi arrastado e jogado no poço desativado. O adolescente contou que Juninho ainda estava vivo quando foi jogado no local. Mais tarde, o menor contou ter voltado para verificar se o homem estava morto.

Maicon Oliveira de Souza é acusado matar desafeto a pauladas com ajuda de adolescente.  Foto: Adilson Domingos 

O corpo foi encontrado por moradores, que chamaram um dos líderes da reserva. O poço onde o corpo foi jogado fica em uma área de mata, na entrada da pedreira Santa Maria, já no município de Itaporã.

Marcas de sangue foram encontradas a 200 metros do local onde o corpo foi encontrado e de início a polícia suspeitou que o homem tivesse sido assassinado em uma casa na aldeia e arrastado até a mata. A Polícia Civil autuou Maicon em flagrante por homicídio qualificado e apreendeu o menor por ato infracional análogo ao mesmo crime.

Fonte: CG News.  

 

Deixe seu Comentário

TV MS

15 de maio de 2020
Ministério da Cidadania fala sobre auxílio emergencial
Ministério da Cidadania fala sobre auxílio emergencial

Últimas Notícias

Ver Mais Notícias
MS Notícias - Sua referência em jornalismo no Mato Grosso do SulRua José Barnabé de Mesquita, 948
CEP 79100.200 - Vila Duque de Caxias
Campo Grande/MS
 (67) 99309.8172

Editorias

Institucional

Mídias Sociais

© MS Notícias. Todos os Direitos Reservados.
Desenvolvimento Plataforma