22 de maio de 2022
São Paulo 23º 11º

Azambuja reforça compromisso para a construção do Hospital Regional de Dourados

A- A+

Reinaldo Azambuja (PSDB), governador do Estado, reiterou que jamais desistiu de construir o  Hospital Regional de Dourados e que a suspensão da obra é para que seja assegurado que o volume de recursos seja suficiente para dar andamento ao projeto. De acordo com o tucano, o convênio com o Ministério da Saúde que assegurava a construção foi cancelado pelo ex-governador André Puccinelli (PMDB), e por esse motivo aconteceu a suspensão.

O atual governo mantém contato com o deputado federal Geraldo Resende que, por sua vez, tenta reaver recursos de uma emenda que tramitou no ano passado em Brasília. A emenda é do ex-deputado  Marçal Filho.

Conforme Azambuja, a primeira etapa teria a previsão para a construção de R$ 17 milhões, que, segundo ele, foram cancelados pelo próprio Ministério, a pedido do ex-governador.

O hospital é também uma idealização do deputado estadual George Takimoto (PDT), que, com muita luta em favor da saúde, providenciou a doação do terreno para a construção. A doação foi realizada pelo empresário Adão Parizotto.

Para o secretário de estado de saúde, Nelson Tavares, o Hospital Regional de Dourados é um projeto de grande relevância para a saúde da região e merece ser projetado e discutido detalhadamente.

Mesmo com a suspensão das obras do Regional, o atendimento à população não será prejudicado. O governo estadual vem conduzindo negociações a fim de estabelecer parcerias com unidades hospitalares já existentes, que seriam devidamente adequadas para receber a demanda de Dourados.