15 de janeiro de 2021
Campo Grande 26º 23º

Cimi enxerga ampliação de limites da Buriti como dever cumprido pelo Estado

IMG_0206

Um dos representantes do Cimi (Conselho indigenista missionário), Roberto Liebgott, declarou na tarde hoje que não será uma vitória a compra da área para aumentar os limites dos atuais dois mil hectares para 17 mil da aldeia Buriti no dia 15 de dezembro pelo Ministério da Justiça.

De acordo com Roberto, essa era uma necessidade indígena que deveria ser atendida faz tempo pelo governo do Estado. “Já estamos aguardando essa decisão desde março deste ano. Não vejo como uma vitória e sim com um dever que deveria ser cumprido mesmo”, ressaltou.

Segundo Roberto a ampliação das terras facilitará o trabalho de agricultura dos indígenas. “Com a ampliação das terras os índios terenas terão mais espaço para desenvolver a agricultura com a produção de feijão, arroz, feijão, melancia, entre outros produtos”, afirmou.

A decisão da ampliação foi tomada numa mesa redonda que reuniu o Ministério da Justiça, o Governo, lideranças indígenas e produtores rurais. Após muitas discussões todas as partes entraram num consenso.

 Alan Diógenes