09 de agosto de 2020
Campo Grande 31º 16º
RESPEITO À VIDA RAMAL ASSEMBLEIA

Conflitos por terras só serão resolvidos pela justiça, afirma Zé Teixeira

O deputado estadual Zé Teixeira (DEM) afirmou que os conflitos por terras entre índios e produtores rurais serão resolvidos apenas quando a justiça interferir de forma concreta. “O problema está se agravando e o desmando está prevalecendo. Só quem resolve esse assunto é o setor judiciário. Basta cumprir a justiça”, declarou.

Segundo o parlamentar, o fato do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) se comprometer a entregar as reinvindicações dos produtores rurais pessoalmente para a presidente Dilma Rousseff (PT) quando esteve em Campo Grande traz esperanças, mas não resolve. “Ele seria como um Sedex. Como se ela já não estivesse sabendo. Todas as decisões saem da Casa Civil. Foi o Paulo Maldos (secretário nacional de Articulação Social da Secretaria-Geral da Presidência da República) quem veio aqui e desacatou os produtores rurais”, acusou.

Zé Teixeira ironiza que, se os estudos antropológicos serão levados a sério, o Brasil precisa voltar ao ano de 1500. O deputado ainda defende que terras não garantem qualidade de vida e cita a aldeia Panambizinho, no distrito de Panambi a 20 km da área urbana de Dourados onde vivem mais de 1.500 pessoas, em uma área de 1.180 hectares. Segundo ele, os índios que lá vivem estão em condições precárias. “O índio vai ficar com o pé em cima da terra até voltar a peroba?”, questionou.

O deputado defende também que a única solução para os conflitos é a reintegração de posse para os produtores rurais. “Tem que colocar os índios de volta nas reservas. Se o governo quiser ampliar essas áreas, precisa declarar a terra como de interesse social, comprar e pagar por elas”, finalizou.

Diana Christie