11 de maio de 2021
Campo Grande 34º 18º

Coordenadora de licitações da prefeitura adia abertura de processo de Guaicurus para prorrogar féria

A- A+

As obras de drenagem e recapeamento da avenida Guaicurus têm sido motivo de discussão por toda Campo Grande desde ano passado. Devido a um problema crônico de infraestrutura, os moradores da região reclamam  dos constantes alagamentos que ocorrem em dias chuvosos. Por outro lado, os motoristas estão descontentes com a precariedade do asfalto, que  nuca foi recapeado e sofreu apena algumas intervenções da operação Tapa Buraco. oooooooooooooooo Impressionante, é que mesmo diante de tudo isso, a coordenadoria da CPL (Comissão Permanente de Licitação), que atua em conjunto com a Semad (Secretaria Municipal de Administração), comandada por Ricardo Ballock, adiram cinco vezes a realização do pregão. Sem nenhuma explicação razoável para a mudança das datas, a responsável pelo processo licitatório, Gislaine do Carmo Penzo Barbosa Marco Antonio Silva, tem prorrogado a abertura das propostas desde setembro de 2013. Desta vez, a razão do recente adiamento da licitação é estarrecedora. De acordo com funcionários da prefeitura, Gislaine adiou a abertura da propostas que deveria ter acontecido na última sexta-feira (17) para prolongar sua viagem à praia. A equipe de reportagem do MS Notícias tentou entrar em contato com Gislaine, com o secretário Ricardo Ballock, mas nenhum dos dois atendeu o celular nem mesmo retornou as ligações. Gislaine tem sido responsável desde setembro, não sabe se por inexperiência ou por outros interesses, pelo atraso no início das obra da avenida Guaicurus. Em 27 de setembro de 2012, deveria ter sido realizada a abertura das propostas das 25 empresas que se cadastraram. A CPL, no entanto, sob comando de Gislaine, adiou para dia 7 de outubro. No dia esperado, ou seja, dia 7 de outubro, sem aviso prévio às empresas participantes do pregão, a CPL, mais uma vez adia o processo e altera a data para dia 7 de novembro. Com nova data definida, as empresas se preparam para entregar suas propostas e foram surpreendidas quando poucos dias antes do pregão, receberam um aviso de que, mais uma vez, a data da abertura das propostas fora  adiada por Gislaine e sua equipe. De acordo com alguns dos empresários que procuraram o MS Notícias, a responsável pelas licitações, Gislaine, os informou em cima da hora que a abertura dos envelopes havia sido cancelada e seria realizada no início de dezembro, o que também não aconteceu. O que mais espanta os empresários, é a falta de informações acerca das razões pela qual a licitação tem sido adiada tantas vezes. "Não sei se é por má fé ou inexperiência desta equipe, mas fato é que a cidade sai prejudicada, pois sem licitar a obra não começa", afirma um dos empresários que conversou com MS Notícias, mas por segurança, prefere não se identificar. Depois de não realizar em dezembro, a CPL informou os empresários que em janeiro, mais precisamente dia 10, faria, finalmente, a leitura das propostas. Mais uma vez sem aviso prévio, a leitura foi cancelada. Alguns empresários contam que questionaram Gislaine sobre os motivos, mas ela simplesmente, não os antedeu. Remarcada para dia 17 de janeiro, a expectativa era grande quando as empresas foram avisada, um dia antes, que não haveria abertura das propostas. O motivo não foi informado, mas funcionários da prefeitura que acompanham de perto esse vai e vem de licitações, afirmam que Gislaine decidiu adiar processo para estender sua viagem à praia, onde ela ainda está, segundo pessoas a funcionária.  Vale ressaltar que até o momento não foi definida nova data para continuidade do processo de licitação. Enquanto isso, os buracos na Guaicurus continuam e as enchentes também, trazendo desgastes para população e provocando acidentes, que muitas vezes custam a vida dos moradores da Capital. Heloísa Lazarini