20 de outubro de 2020
Campo Grande 30º 21º

Depois de receber críticas de André, Delcídio reforça compromisso de extinguir Fundersul

O senador Delcídio do Amaral (PT) , pré-candidato ao governo do Estado, revelou na manhã de hoje que, se for eleito governador , pretende rever a cobrança do Fundersul (Fundo de Desenvolvimento do Sistema Rodoviário de Mato Grosso do Sul)  e, se possível , extingui-lo. O Fundo é formado pela contribuição dos produtores rurais e utilizado para custear a conservação das estradas estaduais.  "Essa proposta já fez parte da minha plataforma de campanha em 2006, quando me candidatei ao governo do estado, e agora em 2014 vou apresentá-la novamente", garantiu Delcídio, durante reunião com a diretoria da Acrissul (Associação dos Criadores de Mato Grosso do Sul). O presidente da Acrissul, Chico Maia já havia adiantado o assunto ao MS Notícias hoje pela manhã. Segundo Maia, Delcídio se comprometeu em analisar a possibilidade de extinguir o imposto caso seja eleito governador do Estado. Para Chico Maia, o imposto é injusto e deve ser extinto pois onera demasiadamente o valo final dos produtos agropecuários sul-mato-grossenses. O compromisso do senador desagradou o governador do estado André Puccinelli (PMDB) que durante lançamento do Encontro Regional dos Produtores de Leite, também nesta manhã na Acrissul, criticou o fato de Delcídio ter prometido acabar com o imposto caso seja eleito governador. “Quem fala em acabar com o Fundersul mente para o povo e o último que mentiu para o povo, olha o que a Câmara de Vereadores fez com ele”, afirmou Puccinelli, também, em alusão à cassação do prefeito de Campo Grande cassado no dia 12 de março, Alcides Bernal (PP). Heloísa Lazarini