07 de agosto de 2020
São Paulo 39º 24º

Devido às atitudes de Bernal PSDB bate o martelo e não irá se aproximar do prefeito

Durante reunião realizada com integrantes do PSDB com o objetivo de angariar aliados para o executivo municipal, o chefe de governo, Pedro Chaves, parece não ter sido convincente em sua defesa ao prefeito, tendo em vista a recusa definitiva do partido em se aproximar da gestão de Bernal. Para o presidente municipal do PSDB, Carlos Alberto Assis, motivados pelas atitudes negativas do prefeito o martelo foi batido. “O Bernal tem uma forma de política pessoal e solitária, onde não se divide nem se ouve os aliados, outro grande problema são as constantes brigas com a Câmara de Vereadores o que não é bom para a imagem de ninguém”, disse. O deputado estadual professor Rinaldo (PSDB) logo de início disparou. “Fizemos tudo o que foi possível, porém, o Bernal não respeita a imprensa nem a Câmara de Vereadores, além disso ele teve um comportamento egocêntrico durante quase todo seu mandato, creio que agora seja tarde demais pra buscar ajudar”, relata. Da mesma, a deputada estadual Dione Hashioka (PSDB) afirmou que durante a maior parte de seu governo, as posturas adotadas pelo prefeito foram cruciais para gerar o afastamento que existe hoje. “As atitudes do Bernal junto a Assembleia Legislativa e a Câmara Municipal nos impede de apoiá-lo, ele precisa mudar sua atitude e sua forma de administrar, afinal tudo depende das atitudes dele, além disso, o prefeito tem que admitir que sozinho ele não pode governar”, afirma. Clayton Neves