30 de novembro de 2020
Campo Grande 35º 24º

AMIZADE

Ex-assessor de Carlos Bolsonaro é nomeado como diretor na Funarte

Luciano da Silva Barbosa Querido diz que cuidava de "toda a parte de informática" do gabinete do vereador, incluindo as mídias sociais. Na Funarte, será responsável por preservação de acervo

O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, nomeou um ex-assessor do vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ) para o cargo de diretor do Centro de Programas Integrados (Cepin) da Funarte, que tem sede no Rio de Janeiro.

Formado em Direito, Luciano da Silva Barbosa Querido será responsável pela preservação, registro e difusão do acervo da instituição. O Cepin inclui o Centro de Documentação e Informação (Cedoc), a Coordenação de Difusão e Pesquisa (Codip) e a Gerência de Edições da entidade.

A nomeação foi publicada nesta quarta-feira (1) no Diário Oficial. No Linkedin, Luciano diz que trabalhou no gabinete do filho do presidente na Câmara do Rio entre 2002 e 2017.

O novo diretor da Funarte também conta que era responsável por “toda a parte de informática, como Designer Gráfico, Web Designer e Banco de Dados e Mídias Sociais” do gabinete.