02 de dezembro de 2020
Campo Grande 33º 23º

Ex-vereadores uraganos Sidlei Alves e Junior Teixeira são condenados a 11 e a 6 anos de prisão e dev

Os ex-vereadores Sidlei Alves e Humberto Teixeira Junior acabam de ser condenados pelo juiz Rubens Witzel Filho, por participação da chamada “Máfia dos Consignados” que foi descoberta pela Operação “Câmara Secreta” da Polícia Federal em março de 2011.

Além de Sidlei e Junior Teixeira também foram condenados os servidores públicos da Câmara Municipal de Dourados, Amilton Salina, Rodrigo Ribas Terra, Erbes Ribeiro Beatriz, Airton Luiz Daleaste, Regina Célia Pincela de Moraes e Carlos Alberto Spoladore da Silva.

Conforme a decisão do juiz os réus respondia pelo processo número 0005393-07-2001-812-0002 que tramitava na primeira vara criminal do Fórum de Dourados. Sidlei Alves foi condenado a 11 anos, nove meses e cinco dias de reclusão e mais 118 dias de multa por ter feito empréstimo consignado de forma irregular em nome de assessores de seu gabinete sendo que o dinheiro ao invés de ficar com o servidor era repassado ao seu gabinete.

O ex-vereador Junior Teixeira foi condenado a 6 anos, cinco meses e dez dias de prisão e multa de sessenta dias pelo mesmo crime. Já os servidores receberam a seguinte condenação: Amilton Salinas, seis anos, cinco meses e dez dias de prisão: Rodrigo Terra, cinco anos, 10 meses e 11 dias; Erbes Ribeiro Beatriz, condenada a 5 anos e 8 meses de reclusão; Airton Daleaste, 5 anos e oito meses; Regina de Moraes, 5 anos e 8 meses; e, Carlos Spoladore condenado a 5 6 anos, 5 meses e 10 dias.

Os réus conforme a decisão judicial ficam obrigados a ressarcir solidariamente o erário pelos danos causados ao patrimônio público no valor de R$ 150 mil, valor aproximado dos empréstimos irregularmente contratados com juros de 1% ao mês e correção monetário pelo IGP/M.

Nicanor Coelho, de Dourados