24 de outubro de 2020
Campo Grande 29º 23º

Governador assina convênios de R$ 511,2 mil para beneficiar colônias japonesas

O governador André Puccinelli (PMDB) assinou na manhã de hoje, em solenidade realizada na Governadoria, três convênios que somam R$ 511,2 mil e vão beneficiar as colônias japonesas sul-mato-grossenses. Os recursos serão repassados através da FCMS (Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul) e da Fundesporte (Fundação do Desporto e Lazer de MS). Os convênios beneficiarão a Associação Esportiva e Cultural Nipo Brasileira de Campo Grande e a Associação Cultural Nipônica de Fátima do Sul.

O presidente da Associação Esportiva e Cultural Nipo Brasileira de Campo Grande, Acelino Sinjo Nakasato, que recebeu R$ 289.925,66 para adequação de banheiros, instalação de sistema de prevenção a incêndios e outras reformas na sede da entidade e mais R$ 122.400,00 para a construção de duas quadras de tênis, aproveitou o evento para entregar ao governador André Puccinelli uma placa de agradecimento em nome das duas associações beneficiadas e da Associação Okinawa de Campo Grande, representada por Nilton Kiyoshi Shirado.

“Sabendo que não é fácil administrar uma associação com a nossa fonte financeira limitada, a colônia japonesa agradece ao governador André Puccinelli pelos recursos que permitirão a revitalização do salão de festas do clube de campo e a construção das duas quadras de tênis. Obrigado por lembrar da gente. É um apoio importante para concretizar vários projetos e fortalecer os laços nipo-brasileiros”, declarou Acelino. Segundo ele, a comunidade japonesa também é muito grata pelo asfalto na estrada que liga a BR 262 à colônia Jamic, a mudança da localização da feira central e por um evento de karaokê realizado no Palácio da Cultura em 2002.

De acordo com o presidente da FCMS, Américo Calheiros, a parceria entre o governo do Estado e a colônia japonesa tem raízes profundas e antigas. “Essa relação de amizade vem desde que o governador André Puccinelli era prefeito da Capital e continua forte porque sempre tem um retorno positivo para a sociedade sul-mato-grossense”, recordou.

O presidente da Associação Cultural Nipônica de Fátima do Sul, Reginaldo Tago, destacou que os R$ 98.900,00 destinados a custear a construção de um galpão destinado aos eventos culturais da entidade preserva a identidade dos descendentes de japoneses no Estado. “Ajuda bastante porque para manter o clube tem que ter campo de esporte para fazer eventos tanto para os associados quanto para o intercâmbio com a comunidade e ir preservando a cultura japonesa em todas as gerações”.

Para a assessora parlamentar Dr. Katiana Arazawa representante do deputado estadual George Takimoto (PDT), o governador está valorizando as pessoas que ajudaram o Estado a crescer. “Com esses recursos as associações podem estruturar melhor os seus clubes para atender a colônia japonesa que é a terceira maior do país e a divulgar essa cultura que é milenar. Os japoneses contribuíram muito para o desenvolvimento do Estado. Tem traços da cultura dele em todos os setores da economia, como a alimentação, o esporte e a agricultura. Esse investimento ajuda na manutenção dessa cultura, propagação dela para os mais jovens e proporciona a integração dos japoneses com os brasileiros”, destacou.

Em um discurso emocionado, com a voz embargada, o governador André Puccinelli finalizou o evento agradecendo à comunidade japonesa por sua contribuição tanto em sua formação pessoal como profissional e lembrou-se de sua juventude, quando aos 25 anos de idade morou em Fátima do Sul – distante 237 km de Campo Grande. “Se há na política um pouco de gratidão e lealdade, eu tenho dado como exemplo, os meus amigos japoneses”. Puccinelli ainda destacou as obras do camelódromo, da feira central e da nova rodoviária que foram arquitetadas através de lideranças japonesas.

Diana Christie