30 de outubro de 2020
Campo Grande 24º 18º

Jamal admite estar na base aliada e nega ter pedido Sesau

O vereador Jamal Salém (PR) declarou que participa da base de sustentação do prefeito Alcides Bernal (PP) na Câmara Municipal, mas de forma independente, votando conforme a consciência lhe mandar. “Eu estou na base, mas gostaria de continuar independente para não ficar de boca amarrada. Tenho simpatia pelo prefeito e me considero da base, mas ao mesmo tempo sou independente. O que for errado eu vou contra”, afirmou.

Segundo o vereador, o Partido Republicano liberou o vereador para agir de acordo com a vontade individual e essa diferença entre o pensamento dele e o da sua companheira de bancada, vereadora Grazielle Machado (PR) que se declara oposição, não representa uma rachadura no partido. “Estamos juntos. Eu respeito a opinião dela e ela respeita a minha”.

Jamal também nega que exigiu a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde Pública) em troca de seu apoio político. “Nunca pedi cargo na secretaria de saúde. Aliás, quem começou essa história foi um representante do Bernal que me convidou para chefiar a secretaria. Inclusive eu não aceitei porque a secretaria vai precisar de muito tempo e eu não tenho disponível”, acrescentou.

O vereador se recusou a identificar o membro da administração municipal que fez o convite, mas ressaltou que a negativa não exclui as críticas que vem fazendo à gestão do atual titular da pasta, Ivandro Fonseca. De acordo com Jamal, Ivandro que já abriu 180 sindicâncias internas está desgastado na função e os médicos estão descontentes com sua atuação. Conforme o vereador, apesar disso, a equipe técnica da secretaria não precisa de alteração.

Diana Christie