27 de novembro de 2020
Campo Grande 35º 23º

Litucera recebe R$ 3 milhões para limpar ruas de Dourados, mas faz serviço em área particular

A empresa Litucera Engenharia contratada sem licitação pela Prefeitura de Dourados para limpar as ruas de Dourados está fazendo “serviços” de roçadas em áreas particulares em casas da região mais rica da cidade enquanto que nos bairros periféricos o matagal continua incomodando a população.

No início da semana uma equipe de funcionários da Litucera foi flagrada roçando em casas particulares na Rua Dr Camilo Ermelino da Silva entre as ruas Monte Alegre e Ponta Porã.  Os roçadores pagos com dinheiro público limpavam calçadas e áreas que são de responsabilidade dos moradores.

O contrato da empresa com a Prefeitura prevê que os serviços sejam apenas: “varrição manual de vias e logradouros públicos, capinação manual, raspagem manual de terra, pintura de guias e meio fio, roçada manual, roçada mecanizada com máquina portátil, roçada mecanizada com trator com acabamento, coleta mecanizada e transporte de entulhos e terra, catação, limpeza e desobstrução manual de bocas de lobo, fornecimento de mão de obra para lavagem de vias e logradouros públicos, e logradouros públicos, limpeza e conservação de áreas verdes, serviços correlatos”.

A Litucera é uma grande com sede na cidade paulista de Vinhedo e que atua nos estados de São Paulo, Tocantins, Maranhão e Mato Grosso do Sul sempre com contratos milionários e com “questionáveis” atuações nas cidades onde atende as Prefeituras, inclusive, com problemas judiciais como acontece em Sorocaba (SP), Campo Grande (MS) e Araguaina(TO).

li3                                   li5

Enquanto isso, calçadas de dviersos bairros da cidade, como Jd. Ouro Verde, estão cobertas de mato impedindo passagem da população. 

Na edição do Diário oficial de 30 de setembro deste ano foi publicado o extrato do contrato 398/2013 onde consta a dispensa de licitação do processo 133/2013 que contratou a Litucera por um prazo de 180 dias pelo valor mensal de R$ 500.001,86 o que totalizaria mais de R$ 3 milhões para a limpeza da cidade durante os seis meses a contar do dia primeiro de outubro.

Heloísa Lazarini