24 de outubro de 2020
Campo Grande 29º 23º

Marcio Monteiro desafia Puccinelli a se candidatar ao Senado

O presidente regional do PSDB, Márcio Monteiro, descartou a possibilidade de uma aliança com o PMDB e ainda destacou que o partido não tem medo de concorrer com o governador André Puccinelli (PMDB) numa disputa pelo senado. “O PMDB já colocou que tem candidatura ao governo e ao senado e o PSDB tem lideranças políticas e estrutura para almejar esses cargos. O governador fala, mas não age como se quisesse realmente isso”, afirmou.

A possibilidade das alianças surgiu quando, durante a solenidade de entrega das emendas parlamentares destinadas à saúde, o deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa Jerson Domingos (PMDB) afirmou que o partido “está esperando de portas abertas” pelo PSDB para as eleições de 2014. Convite reforçado pelo governador André Puccinelli (PMDB) que pediu ao deputado estadual Rinaldo Modesto (PMDB) para ajudar “o filho pródigo retornar ao lar”.

Além de descartar o convite, Monteiro ainda rebateu as críticas do governador que havia afirmado que o deputado federal Reinaldo Azambuja espera uma decisão do PMDB para escolher qual cargo vai concorrer. “O que eu sei da conversa é que Reinaldo disse ‘eu ainda tenho mais tempo para decidir. O senhor tem menos tempo porque se for candidato precisa renunciar’”, disse. Para finalizar, Monteiro declarou que “seria um bom desafio” se Puccinelli concorresse com Azambuja pela vaga de senador.

Apesar das declarações de Monteiro, Rinaldo Modesto preferiu deixar a dúvida no ar e afirmou que “a política é dinâmica e o amanhã somente a Deus pertence”.

Diana Christie