23 de novembro de 2020
Campo Grande 35º 20º

SURPRESAS DO TABULEIRO

Nacional segue Mandetta, define executiva e fortalece Marquinhos Trad

Com a nova composição um dos principais favorecidos será o prefeito de Campo Grande

Democratas baixou uma Resolução, a de nº 564, de 17 de março, designando quem são os novos membros da Comissão Municipal Provisória de Campo Grande. A resolução, assinada pelo prefeito de Salvador (BA) e presidente da Executiva Nacional, Antonio Carlos Magalhães Neto, fez as nomeações ad referendum (por competência exclusiva).

O que chamou a atenção foi o fato de os principais cargos da Executiva serem ligados ao ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, amigo pessoal de Magalhães Neto. O presidente do DEM em Campo Grande, o advogado Lúcio Flávio Sunakozawa, é do grupo político de Mandetta, assim como outros novos membros do colegiado, entre os quais o secretário, Hélio Mandetta Filho (parente do ministro), e o vice-presidente, o ex-vereador Aírton Saraiva, que era o dirigente da legenda no Município.

Com a nova composição um dos principais favorecidos será o prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD). A influência de Mandetta, seu primo, fortalecida pelo protagonismo na campanha contra a pandemia do corona vírus, canaliza este importante braço partidário para seu palanque na busca da reeleição. Mandetta vem desestimulando os correligionários que levantam a bandeira da autonomia na sucessão campo-grandense para que o partido entre na disputa.

Como se sabe, o DEM chegou a ensaiar a tentativa de lançar candidatura própria na sucessão local. Para isso, algumas lideranças foram consultadas ou convidadas a assinar a ficha do partido, entre as quais o deputado estadual Coronel David – que está deixando o PSL -, o promotor Sérgio Harfouche, que foi candidato ao Senado em 2018, e o vereador André Salineiro, eleito pelo PSDB e agora abrigado no DEM. 

SURPRESA

Ainda que tenham feito sugestões de nomes para a Executiva, Zauith e Tereza não criaram caso ou exigiram ser consultados pelo dirigente nacional para as nomeações.

Sintomático e instigante também é o conteúdo inscrito no parágrafo único da resolução nacional: “À Comissão Municipal Provisória no caput caberá as atribuições de Diretório e Executiva Municipal, com amplos poderes para praticar todos os atos pertinentes à administração partidária, inclusive os relativos ao processo eleitoral, de conformidade com as disposições estatutárias e de acordo com a legislação eleitoral e partidária vigentes”. 

Completam a Executiva Municipal a tesoureira Cláudia Maria Perón Palhano e os membros Carlos dos Santos Rocha, Simone Medeiros, Carlos Magno Alencar Puleo, Marco Antônio Delmondes Cabral e Márcia Maria Minami. O colegiado provisório tem sua validade estendida até 15 de maio deste ano.