15 de agosto de 2020
Campo Grande 35º 22º

Para Coringa, Bernal só nomeou guardas municipais para fugir de mais uma irregularidade

O vereador Coringa (PSD) acredita que a nomeação dos 83 remanescentes do concurso da Guarda Municipal, realizado em 2009, só aconteceu para que o prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), não cometesse mais uma irregularidade. Categoria foi até a Câmara Municipal na manhã de ontem exigir a convocação do concurso que venceria neste sábado, dia 14.

“Fiquei feliz com a nomeação, mas eu sempre falei que o Bernal só ia chamar na última hora. Até por que eu já tinha uma reunião marcada hoje à tarde com o juiz que ia executar a ordem. O Bernal ia cometer uma improbidade administrativa. Ele é igual a carro velho, só funciona no empurrão”, declarou.

Coringa critica a equipe de Bernal que, segundo ele, é ineficiente, pois precisou de um ano inteiro para “chamar esses meninos”. Além disso, o vereador reclama de nota publicada no site da prefeitura que atribui a convocação dos guardas municipais a uma solicitação do vereador Cazuza (PP).

“Ele (Bernal) quis colocar como pedido do Cazuza. Respeito o trabalho do vereador, só que eu peguei o assunto desde o inicio do ano. Levei até o Ministério Público Estadual, fui conversando com advogados, fiz audiência publica, levei o assunto à tribuna. Esperava que ele pelo menos ligasse para todo mundo. Teve o Otavio Trad (PT do B), a Luiza Ribeiro (PPS) e até o próprio Alex (PT) que ajudou bastante. Mas ele não faz a politica da boa vizinhança”.

Diana Christie