15 de junho de 2021
Campo Grande 28º 15º

Paulo Corrêa nega ligação com Enersul e garante que CPI será investigação séria

A- A+

O deputado Paulo Corrêa (PR), negou que a ONG (Organização Não Governamental) Onça Pintada tenha qualquer tipo de envolvimento com a Enersul. Corrêa admitiu que apoia a ONG há 15, mas afirmou, categoircamente, que nunca foram doados à Onça Pintada ônibus pela Enersul.

A denúncia surgiu na manhã de hoje na Assembleia Legislativa e foi ventilada pelo deputado Marquinhos Trad, que teria recebido a informação de terceiros. Na manhã de hoje, Marquinhos Trad (PMDB), disse estar recebendo denúncias referentes à ligação de políticos com a concessionária, dentre outras, e uma delas seria de que a Enersul teria doado um ônibus para a “Onça Pintada”. Para Marquinhos, por esse motivo, o eleito presidente da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Enersul, Paulo Corrêa, poderia deixar informações importantes e que incriminassem a concessionária, passar em branco.

Paulo Corrêa, ao saber da questão, imediatamente ligou para o presidente da ONG, Rodrigo Machado, que entrou em contato com a reportagem do site MS Notícias, para esclarecer a aquisição do veículo.

De acordo com o presidente, o ônibus foi comprado da Enersul para que fosse estruturado e montado com o objetivo de percorrer os municípios e realizar exames de prevenção ao Câncer de Mama, porém, por ser pequeno, foi revendido e os recursos investidos em um novo veículo.

Paulo Corrêa afirmou que irá realizar um trabalho sério frente à CPI, e que as investigações acontecerão de maneira correta, punindo aqueles que devem ser punidos, e se houve prejuízo à população, que essa seja ressarcida.