30 de outubro de 2020
Campo Grande 24º 18º

Pequenos produtores vão à Câmara para cobrar criação de Selo de Inspeção Municipal

Cerca de 200 pessoas estão em frete à Câmara Municipal de Campo Grande para  cobrar dos vereadores da Capital a aprovação do projeto que estabelece o SIM (Selo de Inspeção Municipal) para produtos da agricultura familiar. O projeto foi encaminhada para Casa de Leis em regime de urgência na última- terça-feira, no entanto, não entrou em votação. Por isso, os produtores que vivem da agricultura familiar estão em frente ao prédio da Câmara para forçar os membros de legislativo municipal a votarem o projeto, que não está na pauta de votação de hoje. Segundo site da Câmara de Vereadores, será votado apenas o PL (Projeto de Lei) Complementar n° 364/13 de autoria do vereador Eduardo Romero (PT do B) que modifica o art. 68 da Lei Complementar n° 148, de 23 de dezembro de 2009  que dispõe sobre o Código Sanitário Municipal. Segundo o produtor Edivaldo Meneses, 36, coordenador do Mafe (Movimento Sul-Mato-Grossense de Agricultura Familiar), o SM será importante que inserir os produtos da agricultura familiar no mercado de forma competitiva. "Viemos reivindicar para que o SIM seja aprovado porque é um certificado de qualidade que produz competitividade no mercado para o pequeno produtor. Isso vai beneficiar toda a agricultura familiar, pois hoje as portas estão fechadas sem este selo de qualidade", afirma. De acordo com Edivaldo, hoje, existem aproximadamente 1400 pessoas que fazem parte do Mafe na Capital e a expectativa do movimento é que com o selo, as vendas dos produtos da agricultura familiar cresçam em até 200%. Diante do grande número de pessoas, a segurança da Câmara foi reforçada e os guardas-municipais permitiram o acesso dos manifestante depois de efetuar revista e impediram que pessoas com garrafas e faixas presas em suportes de madeira entrassem no local. Heloísa Lazarini e Diana Christie