03 de dezembro de 2020
Campo Grande 34º 23º

Petistas acreditam que a cassação de Thaís não vai prejudicar o partido

Os deputados estaduais e petistas defenderam o partido, hoje pela manhã, na Assembleia Legislativa, em Campo Grande. Todos sem exceção, acreditam que a vereadora Thais Helena (PT), que teve seu mandato cassado pelo TRE/MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul) e está licenciada para ocupar a Secretaria Municipal de Assistência Social, não pode prejudicar o PT. “Isso prejudica apenas a imagem dela e não a do partido, é uma decisão judicial e temos que acatar”, disse Pedro Kemp. De acordo com o Amarildo Cruz as pessoas tem que entender que também existem outros três vereadores de outros partidos com o mesmo problema de Thaís. “ A decisão não recaio apenas sobre ela e sim em cima de três vereadores, de três partidos diferentes. Não prejudica o PT, pelo contrário, prova que o judiciário está tomando iniciativas”, afirma Amarildo. Segundo o Cabo Almi o fato pode servir como um alerta para a população na próxima eleição. “A justiça está fazendo a parte dela, essa decisão vai ajudar nas eleições do ano que vem, para que os políticos sejam mais cautelosos e a população mais crítica”, explica Almi. Já para Laerte Tetila o assunto não é uma questão de partido e acredita na defesa de Thais Helena. “Todos estão sujeitos à lei, o acontecimento não afeta o PT e a Thais tem amplo direito de defesa”, disse Tetila.   Anna Gomes e Clayton Neves