29 de novembro de 2020
Campo Grande 35º 23º

ELEIÇÕES 2020

Pré-candidatura de Viviane Orro é uma das prioridades do PSD

Médica aquidauanense tem aval de dirigentes para abrir conversações sobre alianças

Inicialmente com 25 nomes configurados no desenho das candidaturas que vão disputar as sucessões municipais, o PSD de Mato Grosso do Sul calcula que pode eleger até 15 chefes de Executivo. Nessa conta, o partido destaca prioridades como a reeleição do prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad, e o fortalecimento da representação feminina, tendo em vista o expressivo número de mulheres que se filiam ao partido e a presença de nomes competitivos, como é o caso da médica aquidauanense Viviane Orro.

Segundo o presidente do diretório regional, senador Nelsinho Trad, a reeleição de Marquinhos Trad é item determinante na estratégia geopolítica nacional, que confere atenção diferenciada para os pessedistas que farão as disputas nas capitais. No Estado, além de Campo Grande e Aquidauana, o partido vislumbra horizontes favoráveis para seus candidatos em outros municípios, como Três Lagoas, Dourados, Corumbá, Naviraí e Ponta Porã.

A sucessão aquidauanense oferece motivações singulares para o PSD. Além de nunca ter sido administrado por uma mulher, o município é um dos emblemas de maior visibilidade ambiental do oeste brasileiro, por estar localizado na região de entrada do Pantanal sulmatogrossense, e é ainda o sétimo maior colégio eleitoral de Mato Grosso do Sul, com quase 35 mil eleitores.

Lideranças locais e nacionais do partido, como a ex-vereadora Carla Stephanini e o deputado federal Fábio Trad, acreditam que Viviane Orro tem todas as credenciais para quebrar o antigo tabu e firmar o espaço feminino na política local, acrescentando na gestão municipal a sensibilidade, a atenção cuidadosa e outros talentos singulares das mulheres. Carla lembra que Viviane já demonstrou sua capacidade quando comandou a Secretaria Municipal de Saúde e deu aos aquidauanenses um dos melhores períodos do setor na história da cidade.

QUESTÃO FECHADA 

O processo de organização do PSD aquidauanense para a disputa sucessória começou no dia 25 de janeiro passado, com as filiações de Viviane e dezenas de pessoas de diversos segmentos. A Executiva do partido estará se reunindo nos próximos dias para definir os próximos passos do cronograma, incluídas as datas de lançamento da pré-candidatura e a agenda a ser cumprida até à convenção que homologará os nomes de quem vai concorrer nas chapas majoritária e proporcional, além das coligações.

 Assim, a candidatura de Viviane Orro à Prefeitura de Aquidauana já é questão fechada para ela e para o PSD, além de ser um fato reconhecido pela população. Isso esvazia comentários de fontes não-identificadas que tentam difundir ou estimular a ideia de que a médica poderia desistir ou aceitar um acordo para favorecer o prefeito Odilon Ribeiro (PSDB), pré-candidato à reeleição. Ela e os dirigentes do partido já decretaram: Viviane está na disputa sucessória da cidade aonde nasceu.